A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
TOL06
Time Out Lisboa

A nova edição de Verão da Time Out Lisboa chega com a vaga de calor

É já este fim-de-semana que chega às bancas a sexta edição da revista trimestral Time Out Lisboa. O paraíso que resiste na Comporta está em destaque, mas há mais para ler entre mergulhos.

Escrito por
Vera Moura
Publicidade

Contra factos, há argumentos. 

Comecemos pelos factos. A Comporta mudou muito nos últimos anos. E a previsão – factual – é que continue a mudar nos próximos. Quem tenta chegar a algumas das mais belas e conhecidas praias da região, cruza-se com gigantescos empreendimentos em construção e dezenas de placas a anunciar que outros estão para ali nascer. Nem precisamos de lhe apresentar os números (eles existem) para fazer a conta: os areais que não tinham muita gente há uns anos e que começaram a encher recentemente, ficarão muito em breve saturados.    

Agora, os argumentos. A Comporta é paradisíaca. Aquele tipo de paraíso estival que brilha em capas de revista (como a Time Out Lisboa que chega às bancas já este fim-de-semana) e arrebata quem põe os pés de molho naquela água translúcida, que vira verde e depois azul e depois céu. 

A Comporta não é só bonita. Tem bons restaurantes. Tem bons hotéis. Tem lojas com pinta. E – facto – fica a pouco mais de uma hora de Lisboa, tornando-a não só num atraente destino de férias mas também numa óptima hipótese para uma escapadinha de fim-de-semana. Mais ainda: a Comporta tem e continuará a ter quilómetros de praias selvagens para quem anseia por dias de Verão sem atropelos. Podem não ter apoio nem acesso facilitado, mas também não correm o risco de serem invadidos por blocos cinzentos. Será isto facto ou argumento? Para nós, serve para os dois. Voltámos a ser felizes na Comporta e temos muitas razões para ainda lá ir este Verão. No próximo, logo se vê. 

Comporta
Mariana Valle Lima

Além de um guia completo da Comporta, a edição de Verão da Time Out Lisboa inclui mais duas escapadinhas obrigatórias para a estação quente: a Ericeira, onde acaba de nascer um hotel de cinco estrelas recheado de design português, e a Zambujeira do Mar, que renasce com o regresso do festival MEO Sudoeste.

Entre as leituras obrigatórias está uma grande entrevista ao realizador Marco Martins, que acaba de estrear o documentário O Corpo que Dança – Ballet Gulbenkian 1965-2005 e tem na calha uma nova longa-metragem de ficção: Great Yarmouth: Provisional Figures, e tudo sobre a maior edição de sempre do Chefs on Fire, que regressa ao Estoril em Setembro. 

O Verão traz ainda o renascimento da poesia em Lisboa, a tendência da nail art, a veia de professor de Filipe la Feria e as séries colossais que prometem rebentar com o streaming, House of The Dragon e O Senhor dos Anéis: Os Anéis do Poder. Leia ainda a crítica de cinco estrelas de Alfredo Lacerda ao Encanto de José Avillez e as escolhas de livros do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa. 

Boas férias e boas leituras.

Últimas notícias

    Publicidade