A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Linha de alta velocidade
©Inserco Ingenieros/ WikipédiaLinha em construção, perto de Montijo, na Estremadura espanhola (2011)

Até final de 2023 vamos poder chegar a Madrid em alta velocidade

O Ministro das Infraestruturas e da Habitação anunciou que a linha ferroviária de alta velocidade entre as duas capitais estará concluída até ao final de 2023.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

De avião é um tirinho, mas por terra custa mais. Uma viagem de carro de Lisboa até Madrid demora quase seis horas e de autocarro ainda se leva mais tempo a percorrer os 620 km que separam as duas cidades. Agora imagine um comboio com uma velocidade máxima de 350 km/h em direcção à capital espanhola. Até ao final de 2023 vai ser uma realidade.

O Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, esteve esta terça-feira na Comissão dos Transportes e do Turismo do Parlamento Europeu a apresentar as prioridades da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia. E anunciou que a ligação ferroviária de alta velocidade entre Lisboa e Madrid estará concluída até Dezembro de 2023. "A ligação entre Lisboa e Madrid está já a ser construída, está em execução. Prevemos, até final de Dezembro de 2023, termos uma ligação entre Lisboa e Madrid em alta velocidade", disse Pedro Nuno Santos, citado pela agência Lusa, na audição que foi feita por videoconferência com os eurodeputados.

Mas esta ligação Lisboa-Madrid não é a única prioridade do Governo em matéria de ferrovias. "Não podemos esquecer em nenhum momento que, quando estamos a fazer novas linhas de alta velocidade, a par da nova ligação entre as capitais, temos também de ligar o nosso território", acrescentou o ministro, sublinhando a futura ligação Lisboa-Porto. Uma nova linha de via dupla de alta velocidade que vai reduzir o tempo de viagem para uma hora e um quarto, entre Porto – Campanhã e Lisboa – Oriente e aumentar a capacidade de passageiros e mercadorias. Este projecto integra o Plano Nacional de Investimentos 2030, que pode ser consultado aqui.

+ Lisboa do futuro: os 50 projectos que vão mudar a cidade

Últimas notícias

    Publicidade