A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Bordallo por Bordallo: a sardinha intoxicada

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Há novas sardinhas em faiança a sair da fábrica. E Bordallo II desenhou uma com mais olhos que barriga.

Desde 2014 que a Fábrica das Faianças Bordallo Pinheiro se associa à EGEAC/Câmara Municipal de Lisboa para lançar em versão de faiança sardinhas desenhadas para o Concurso Sardinhas das Festas de Lisboa.

A nova colecção é composta por 60 espécimes, 36 do acervo da EGEAC e 23 da autoria de artistas convidados, como foi o caso de Bordalo II, o artista urbano conhecido pela sua série Trash Animals, esculturas de animais feitas de lixo que alertam para o problema global da poluição e do desperdício.

O artista criou a Sardinha Intoxicada, uma edição especial numerada e limitada a 199 exemplares. É uma “iguaria tradicional portuguesa de águas contaminadas que, de uma forma muito peculiar, é temperada ao gosto dos grandes chefes da indústria química”, lê-se na descrição da peça, que pode ser sua por 169,99€.


+ Gordinhas e pequeninas, as vencedoras do concurso das sardinhas 2017

Últimas notícias

    Publicidade