A Time Out na sua caixa de entrada

cabify
Fotografia: Ana Luzia

Cabify deixa de operar em Lisboa na próxima semana

Por Sebastião Almeida
Publicidade

Empresa espanhola anunciou a saída do mercado português até ao final do mês. Falta de motoristas e longos tempos de espera são um dos factores que contribuíram para a decisão.  

A Cabify, plataforma de transporte concorrente da Uber, Bolt e Kapten, anunciou esta sexta-feira que deixará de funcionar em Lisboa e no Porto a partir de 30 de Novembro. A informação foi enviada por email aos clientes registados e confirmada pela Time Out junto dos representantes da marca em Portugal.

“Assumimos, desde sempre, um firme compromisso em criar um forte impacto positivo nas cidades onde estamos presentes, tendo em vista um modelo de negócio com rentabilidade económica. Neste caso, como resultado de um constante processo de análise das cidades em que operamos, tomámos a decisão estratégica de deixar de ter o nosso serviço operativo em Lisboa e Porto”, justifica a empresa espanhola, numa nota de imprensa. A Cabify opera em Portugal desde 2016.

Segundo o jornal Eco, a exigência de exclusividade aos motoristas para um controlo mais apertado da qualidade do serviço, contribuiu para a queda da plataforma. Este sistema esteve em vigor durante algum tempo, mas com a entrada de outras empresas concorrentes, a Cabify perdeu motoristas para a Bolt e para a Kapten, aumentando significativamente os tempos de espera dos passageiros.

Apesar de a Cabify ter tentado resolver a falta de condutores oferecendo 80€ a mais por cada 20 viagens efectuadas, os motoristas de TVDE continuaram a preferir trabalhar com outras empresas.

Questionada sobre os dados recentes das viagens realizadas em Lisboa, a Cabify disse que não revela essa informação.

Também em Espanha a empresa tem atravessado dificuldades na operação, sobretudo em Barcelona, devido ao decreto aprovado pelo parlamento catalão que obriga à pré-contratação do serviço com uma antecedência de 15 minutos.

Notícia actualizada com a informação de que a Cabify não revela dados sobre as viagens às 17.33.

+ JUMP alarga serviço às trotinetes

Últimas notícias

    Publicidade