A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Câmara contraria PSP sobre uso de capacete nas trotinetas e bicicletas

Por
Claudia Lima Carvalho
Publicidade

Numa pequena nota publicada no Facebook, a Câmara Municipal de Lisboa (CML) critica a operação de fiscalização da PSP a velocípedes eléctricos, defendendo que “a lei não obriga à utilização de capacete, tal como consta no regulamento de utilização da EMEL”.

A autarquia adianta ainda que “solicitou já esclarecimentos à entidade competente e a interrupção de qualquer auto”.

A reacção da Câmara surge na sequência da operação de sensibilização e fiscalização levada a cabo pela PSP até domingo nas zonas da Avenida da República, Avenida da Liberdade, Baixa e Saldanha. A PSP fez saber que os agentes no terreno vão fazer cumprir o Código da Estrada, que impõe o uso de capacete em velocípedes com motor e os proíbe de circular nos passeios com multas a chegar aos 300€.

O tema é controverso e tem ganho espaço no debate público com a crescente multiplicação de serviços de bicicletas e de trotinetas na cidade.

Na mesma nota, lê-se que o vereador da Mobilidade vai reunir-se na próxima terça feira, dia 11, com o secretário de Estado da Protecção Civil, que tem a tutela da Segurança Rodoviária, “no sentido de harmonizar procedimentos entre as várias entidades fiscalizadoras”.

+ Há mais 200 trotinetas em Lisboa, de uma terceira operadora

Últimas notícias

    Publicidade