A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Bairro de Alvalade
Mariana Valle LimaBairro de Alvalade

Candidaturas ao subsídio ao arrendamento estão abertas e abrangem mais pessoas

Rendimento global mínimo exigido pela Câmara de Lisboa baixa de 9870 euros para 6 mil euros. Candidaturas estendem-se até 9 de Março.

Escrito por
Rute Barbedo
Publicidade

Quem tiver de pagar uma renda mensal em Lisboa que ultrapasse 30% do seu rendimento líquido poderá ser elegível para receber o Subsídio Municipal ao Arrendamento Acessível, que apoia, desde 2022, perto de 1000 agregados no município e verá agora este número subir, perante a abertura do período de candidaturas à nova edição do apoio. De 9 de Fevereiro a 9 de Março, as candidaturas decorrem online, na Plataforma Habitar Lisboa.

De acordo com o regulamento da Câmara Municipal de Lisboa, o rendimento global de cada agregado deve situar-se entre os 6000 euros e os 35.000 euros anuais, para uma pessoa, ou até um máximo de 45.000 euros para um agregado com mais de duas pessoas. Podem, ainda, somar-se 5000 euros anuais por cada filho que conste na declaração do IRS.

Até aqui, o limite mínimo do rendimento global era de 9870 euros, mas a autarquia decidiu alterá-lo com o intuito de abranger mais pessoas. Para serem elegíveis, os candidatos devem ter, ainda, contratos em que as rendas se situem dentro dos tectos definidos em portaria, como o de 900 euros para um T1 ou de 1150 euros para um T2.

+ Campo de Ourique tem “novo” jardim e precisa de ajuda com o nome

+ Filipa Roseta: “Estamos a puxar o limite da Câmara ao máximo para produzir habitação em todo o lado”

Últimas notícias

    Publicidade