A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Restaurante, Capricciosa Grill
©Gabriell VieiraCapricciosa Grill

Capricciosa Grill, um churrasco que não deixa os vegetais de fora

O restaurante do Parque das Nações abriu este mês e quer pôr na grelha muito mais do que carne.

Escrito por
Teresa David
Publicidade

Se há coisa que os portugueses gostam é de uma boa churrascada: uma boa brasa, a carne como alimento e o sal como tempero. Mas nem só disto se faz um churrasco. O grupo Capricciosa quer modernizar esta refeição, partilhando o protagonismo da carne com os vegetais e acrescentando outras proteínas, como a do peixe ou a do tofu. Tudo isto num prato composto, desenhado à medida.

Capricciosa Grill
Gabriell Vieira

A receber-nos no novo Capricciosa Grill está a directora geral do grupo, Ana Arié, que nos explica que a ideia dos grelhados surgiu há cerca de ano e meio quando começaram a pensar no crescimento da marca Capricciosa. Os grelhados mostram que há vida além das pizzas e das massas e que comer com prazer não tem de ser sinónimo de gula e indisciplina. Apesar disso quiseram associar alguma alma italiana à carta, com a presença de um dos favoritos da Capricciosa, o pão de alho (4,5€), e não só. 

O restaurante, que abriu no início deste mês, funciona a todo o carvão no primeiro andar da Capricciosa, num edifício do Passeio das Tágides, Parque nas Nações, que fica em frente ao Altice Arena virado para o Tejo. A nova churrasqueira lisboeta distingue-se pela carta ecléctica, que permite ser personalizada de forma a juntar, na mesma mesa, pessoas com preferências alimentares muito distintas.

A experiência no Grill implica escolher um prato da grelha. Primeiro elege-se a proteína, que pode ser picanha (12.5€), entraña (14€), hambúrguer 100% vaca (10€), frango (12.5€), salmão (10€), plumas de porco alentejano (14€), hambúrguer beyond meat (12,5€), salsicha toscana (10€), tofu (11€) e camarão tigre (18€). Depois o molho, como o pesto de espinafres, o picante do grill, maionese chipotle, molho cocktail de iogurte e a maionese de azeite com cebolinho. Por último, dois acompanhamentos. Destacam-se a batata doce assada com creme fraiche e paprika, os legumes do grill com balsâmico e a salada mexicana. Todos chegam à mesa acompanhados de focaccia de pesto e espinafres, maçaroca de milho, farofa ou húmus. Se quiser acrescentar um acompanhamento extra, tem um custo de 2,5€ e o molho 0,50€.

Capricciosa Grill
Gabriell Vieira

Também é possível optar por uma salada como prato principal. A clássica salada caesar (13€), a salada de legumes grelhados (12€) e a de salmão fumado (13€) são algumas das opções, mas também é possível pedir uma das saladas que servem de acompanhamento à proteína numa versão XL (13€). 

Recuando às entradas, vale a pena experimentar a burrata trufada com rúcula e mel (7€), a bresaola com agrião e requeijão (5€), o carpaccio de curgete, pinhões, lima e manjericão (5€) e o húmus da semana com focaccia (5€). Nas sobremesas, um destaque para o abacaxi grelhado com calda de lúcia lima e sorvete de limão (3,50€).

Na lista de bebidas salientam-se os sumos naturais, como a versão tropical (5) com laranja, melo, papaia e morango e a bebida verde (6€) com meloa, lima, manjericão e gengibre.

Capricciosa Grill
Gabriell Vieira

A combinar com a vibe descontraída de um churrasco está o ambiente boémio e contemporâneo, marcado pelo contraste da decoração branca presente nas mesas e nas paredes e ornamentos verdes, como as almofadas. Do chão e do tecto chega o verde das plantas e os candeeiros suspensos de palha são o apontamento final para uma sala de estilo informal. O novo restaurante, à semelhança da maioria dos espaços detidos pelo grupo, é bastante espaçoso, com capacidade para sentar 250 pessoas.

Capricciosa Grill
Gabriell Vieira

Ana Arié considera os grelhados uma aposta forte e admite que já tem um outro espaço em vista para a expansão do conceito. 

Passeio das Tágides 2.26.1 (Parque das Nações). Seg-Dom 12.00-15.30/19.00-00.00.

+ “Já tínhamos o Rui Costa a dar nome à Damaia, agora temos o pastel de nata”

+ No CaJa, o prato de massa fresca é sinónimo de aconchego

Últimas notícias

    Publicidade