Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Dallas, a nova hamburgueria do Cais do Sodré
Notícias / Comida

Dallas, a nova hamburgueria do Cais do Sodré

Dallas
©Inês Félix

Hambúrgueres é assunto sério. No Dallas, o novo restaurante do Cais do Sodré, fazem-nos à boa maneira americana, com carne orgânica e brioche grelhado no momento. 

“Hambúrgueres: o pilar de qualquer pequeno-almoço nutritivo.” Jules Winnfield, a personagem de Samuel L. Jackson em Pulp Fiction, disse-o enquanto mastigava um suculento hambúrguer da cadeia havaiana de hambúrgueres Big Kahuna. No Dallas ainda não se comem hambúrgueres logo pela manhã, mas pode encarnar a personagem do filme de 1994 de Quentin Tarantino – afinal a inspiração para a decoração vintage do espaço vem de lá e até vai conseguir tirar uma fotografia sentado numa das cabines com sofás vermelhos, ao estilo do clássico diner, antes de pedir um dos hambúrgueres da casa.

Fotografia: Inês Félix

“Queríamos algo que se enquadrasse na vida nocturna desta zona”, começa por explicar Margaux Marcy, que em conjunto com Pierre D’Andrimont chegou aos hambúrgueres, a melhor comida de conforto para noites compridas. Mas aqui é fast food boa, com carne orgânica 100% certificada. “Fizemos uma procura grande por produtores locais e depois de alguns testes chegámos a um bom combo para fazer o hambúrguer perfeito. É super saboroso”, garante a proprietária. 

 

Spicy mexican chorizo
Fotografia: Inês Félix

 

Na lista do Dallas existem onze hambúrgueres, incluindo duas opções vegan, com pão de brioche que chega todos os dias fresco e é grelhado antes de ser recheado. Há clássicos simples como o Heritage, com 150 gramas de carne, alface, cebola caramelizada, mostarda e ketchup (6,90€), o cheese burger, com queijo cheddar, alface, tomate, pickles e o molho da casa (7,90€) ou o Dallas double, com dois hambúrgueres de 100 gramas com a carne prensada, alface, queijo provolone, cebola caramelizada, pickles e molho Dallas (11,50€). 

 

Dallas double
Fotografia: Inês Félix

 

“Também queríamos uns quantos twists e bons hambúrgueres vegan. Há cada vez mais restaurantes vegetarianos e vegan óptimos, mas de street food e junk food não há muita coisa”, diz Margaux. Trabalharam por exemplo com trufa para fazer a maionese do truffle mushroom, um hambúrguer com cogumelos salteados, queijo suíço e rúcula (10,50€); com o intenso queijo azul para o Pacific blue, com rúcula, compota de cebola roxa, nozes caramelizadas crocantes e pimenta (10€); com chouriço mexicano picante para o Spicy mexican chorizo, com esta salsicha caseira desfeita por cima do hambúrguer, cheddar e cebola caramelizada (10,50€); e com parmesão, vinagre balsâmico e curgete grelhada para o hambúrguer Italian summer, com tomate assado marinado e maionese de manjericão (9€). Têm ainda uma especialidade que troca o hambúrguer tradicional por porco cozido a baixa temperatura durante seis horas e desfiado, com mistura de alfaces, cenoura, coentros e cebola em pickle (9,50€). 

 

Italian summer
Fotografia: Inês Félix

 

No campeonato vegan, encontra o Crispy chick’n cajun, que recria o frango frito crocante (10€) e o Vegan bacon cheese, com hambúrguer de beterraba, rúcula, bacon e cheddar veganizados e tomate (9€), sendo que qualquer um dos hambúrgueres pode ser pedido em versão vegetariana.

 

Crispy chick'n caju
Fotografia: Inês Félix

 

A acompanhar, como não poderia deixar de ser, estão os cestinhos com batatas fritas (2,90€), as chips de batata doce (2,90€) ou outras opções mais leves, como a salada asian lime slaw (4€). Chegam à mesa com um dos molhos da casa, mas os clássicos frascos de ketchup e mostarda, vermelhos e amarelos, de packaging simples, continuam expostos em cada uma das mesas de madeira escura.

Se for com um grupo de amigos, prove ainda os nachos com chouriço picante mexicano, bem suculento, queijo cheddar derretido, sour cream, guacamole, coentros e chili (7,50€), e para terminar em grande tem brownie com amendoim (5,50€) ou um milkshake que completa o ciclo da #foodporn, com leite de amêndoa, cacau, aveia e pedaços de amendoim (4,50€). 

 

As cabines do diner
Fotografia: Inês Félix

 

“E podem ir ficando, pedir cocktails, ouvir boa música”, acrescenta Margaux. Basta olhar para a variedade de bebidas, a começar pelos cocktails, que aqui são sete, todos reinvenções de clássicos.

Travessa dos Remolares, 41 (Cais do Sodré). Seg-Dom 12.00-00.00. (Em Agosto, o Dallas faz horário de soft-opening: Qua-Sáb 19.00-23.00.)

+ Restaurantes temáticos em Lisboa

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments