A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
João Ribas
DR/CensuradosJoão Ribas

Depois de jardim e mural, João Ribas dá nome a rua de Alvalade

Figura do punk rock português, o falecido músico dos Censurados e Tara Perdida é homenageado pela Câmara Municipal de Lisboa.

Escrito por
Rute Barbedo
Publicidade

Rua das Mimosas, Rua de Trás-os-Montes, Travessa da Fonte, Rua dos Resistentes e Rua João Ribas. Estes são alguns dos novos nomes que a Câmara Municipal de Lisboa decidiu atribuir a artérias da cidade, reforçando a memória relacionada com estes locais, que originalmente se associavam a simples letras do alfabeto, como Rua C ou Rua E. A decisão foi tomada a 15 de Dezembro, mas noticiada nesta segunda-feira pelo jornal Expresso, na sequência de uma publicação na página de Facebook dos Censurados, banda de punk rock de Alvalade fundada por João Ribas, que morreu há dez anos. "Nunca naqueles anos 1988/1993, em que os Censurados existiram, nos passaria pela cabeça que um dia isto poderia acontecer... Mas aconteceu!", pode ler-se na publicação.

Já em 2014, a Câmara Municipal de Lisboa decidiu homenagear o músico lisboeta, dando o seu nome ao Jardim dos Coruchéus, um lugar que frequentava, juntamente com alguma da comunidade punk de Alvalade da época. Quatro anos depois, João Morais (músico conhecido como O Gajo) pintou o rosto de Ribas no mural em frente ao jardim.

João Ribas nasceu em 1965 e foi membro fundador dos Ku de Judas, Censurados e Tara Perdida, grupo do qual fez parte até ao ano da sua morte. Em 2014, morreu inesperadamente, depois de uma vida que se confunde com o punk rock português, vítima de uma doença respiratória.

+ Esta Câmara de Lisboa é um doce

+ Lisboa tem uma nova Escola das Artes. O primeiro dia é aberto a todos

Últimas notícias

    Publicidade