A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Depois do Il Matriciano al Mare nasceu Sora Lella, a pizzaria romana

Por Catarina Moura
Publicidade

Há duas razões para conhecer o nome Sora Lella. A primeira é ser fã de cinema italiano e saber que este é o nome carinhoso por que se conhecia Elena Fabrizi, a actriz que morreu em 1993 e que é um êxito na produção de memes. A segunda é conhecer o restaurante que a italiana abriu em Roma e que é hoje gerido pelos filhos. Agora há uma terceira: a nova trattoria Sora Lella na Rua de São Bento, dos mesmos donos do Il Matriciano. 

sora lella, pizza

Fotografia: Manuel Manso

A Sora Lella fica no número onde antes morava o Il Matriciano al Mare. “Consegui fazer obras na cozinha e agora tenho lá os pratos de carne e os pratos de peixe que antes estavam aqui”, conta Alessandro Lagana, dono destes restaurantes italianos e ainda da Pizza di Nanna, ali bem perto, em frente ao Mercado de São Bento.

Foi precisamente aí que começou a vender pizza al taglio, ao estilo romano, com uma massa estaladiça (em que as quantidades de farinha e de água são quase iguais). E é esta pizza que a Sora Lella vai servir, com uma massa ligeiramente mais alta e 48 horas de fermentação. Aqui a pizza alla pala romana (à moda de Roma) é feita por Francesco Palo e servida ao meio-metro – ou mezzo metro, que aqui diz-se tudo em italiano. É uma medida que volta e meia se vê nos restaurantes de Roma e que quer pôr grupos de três ou quatro pessoas a partilhar uma tábua de pizza com três a quatro sabores (de 22€ a 24€).

Arrosticini de ovelha
Fotografia: Manuel Manso

“Esta, tem de se benzer antes de comer”, brinca Alessandro quando já deitámos a mão ao pedaço da pizza mezzo metro Papa Francesco: mozarela, batatas, bacon, queijo fontina e molho de trufas (uma conjugação de ingredientes que se faz no Vaticano, garante). Stefania, a mulher de Alessandro, Guido, o empregado de mesa que é pizzaiolo no Pizza di Nanna, e o chef Francesco riem-se desta piada e de outras que vão atirando uns aos outros. Nas paredes há fotografias a preto e branco de galãs do cinema como Marcello Mastroianni ou Sophia Loren e as toalhas são todas do tartan vermelho que se vê nos filmes. Da decoração aos chistes da casa, não esquecendo a música típica romana, este é o restaurante italiano informal onde Alessandro não quer ver ninguém a comer de talheres.

Mesmo os antipasti se comem à mão e há coisas para além dos crostini (4€ a 6€). Os arrosticini são espetadas fininhas de ovelha servidas numa ânfora e com uma gordura que se derrete na boca (10€). São típicos da região de Abruzzo, de onde vem Stefania, assim como o queijo provolone frito num polme fino e estaladiço (4€).

Provolone frito
Fotografia: Manuel Manso

“A minha ideia é que um grupo de quatro ou cinco amigos venham aqui, peçam uns arrosticini, uns crostini, uma pizza mezzo metro, não paguem muito e saiam satisfeitos”, diz Alessandro com o seu ritmo italiano na conversa. Abriu a pizzaria no lugar do Il Matriciano al Mare porque toda a gente lhe perguntava se não dava para comer sentado na Pizza di Nanna. Agora não só dá para sentar como há conjugações de ingredientes mais elaboradas, todos elas com nomes de italianos famosos.

Entre as personalidades estão também o pizzaiolo da casa, na pizza Chef Francesco, com salsicha, cogumelos e molho de trufa, ou Guido, na pizza com mozarela, molho de tomate, salame picante, gorgonzola e azeitonas. Para a mesa pode ainda vir o actor Alberto Sordi, com guanciale, cebola, molho de tomate e pecorino, ou o futebolista Francesco Totti, com mozarela, grelos e salsicha. Em vez destas combinações numa pizza rectangular servida numa tábua alta, podem pedir-se em doses individuais (a partir de 7,50€).

Rua de São Bento, 99. 93 910 0245. Ter-Sáb 12.00-15.00; 20.00-23.30.

Últimas notícias

    Publicidade