Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right "Desmontar a História", que é como quem diz desconstruir monumentos
Notícias / Filme

"Desmontar a História", que é como quem diz desconstruir monumentos

BLOWING UP HISTORY
Houses of Parliament.

Fomos espreitar a nova série documental do Discovery, Desmontar a História, na qual se dissecam grandes construções da história humana.

O que têm em comum a Acrópole, em Atenas, o Palácio de Buckingham, em Londres, ou a Necrópole de Gizé, no Egipto, além de serem construções de referência e fazerem parte do legado arquitectónico da história da humanidade?

Todas elas vão estar sob a lupa dos peritos na série documental Desmontar a História, do Discovery, que se propõe analisar ao pormenor algumas das mais importantes estruturas construídas pelo homem ao longo dos milénios. O objectivo é mostrar como foram erguidas, que feitos de engenharia estão por trás da sua construção, como são, onde se encontram e para que serviram as suas câmaras ocultas, abóbadas secretas e passagens reservadas só a uma minoria.

 

Acompanhando o trabalho de várias expedições científicas por todo o mundo e recorrendo a animações feitas por computador, que permitem “dissecar” estes monumentos e construções camada a camada, Desmontar a História irá mostrar, por exemplo, como foi utilizado arroz pegajoso na feitura da Grande Muralha da China; ou os segredos sagrados que se encontram sob os templos maias da cidade de Chichén Itzá, no México, eleita em 2007 como uma das Sete Novas Maravilhas do Mundo.

Esta primeira temporada da série irá também dar atenção às catedrais medievais e às particularidades da sua arquitectura.

 

 

 

Publicidade
Publicidade