A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Este mês, a Tinta-da-China aposta todas as fichas em Fernando Pessoa

Por Lara Rodrigues Moura com editores Time Out
Publicidade

A obra inacabada Fausto, de Fernando Pessoa, voltou a ver a luz do dia e juntou-se à colecção "Pessoa" da Tinta-da-China. Conte ainda com um ciclo de masterclasses grátis em Oeiras que vai questionar se o autor português terá sido jornalista, humorista ou até astrólogo.

Fausto foi editado pela primeira vez em 1988 por Teresa Sobral Cunha. Ao fim de 30 anos, a editora Tinta-da-China recupera a obra inacabada de Fernando Pessoa e aposta numa edição melhorada. Carlos Pitella (co-autor de Como Fernando Pessoa pode mudar a sua vida) é o responsável por este novo projecto, acrescentando algumas notas críticas ao texto original. 

Fausto faz parte da colecção ''Pessoa'' da Tinta-da-China que chegou às livrarias logo no início deste mês.

Esta colecção foi coordenada por Jeronimo Pizarro – professor, tradutor, crítico literário e editor colombiano – que faz ainda a curadoria do ciclo de masterclasses "Pessoa Convida Pessoas". Esta quarta-feira às 21.30, no Parque dos Poetas em Oeiras, Carlos Vaz Marques questiona se Pessoa terá sido jornalista. No dia 11 de Abril, à mesma hora, Ricardo Araújo Pereira ajuda a responder se o autor português foi humorista. Até ao final do mês, Clara Ferreira Alves e Paulo Cardoso juntam-se às conversas, com os temas da misogenia e astrologia. A entrada é gratuita.  

Últimas notícias

    Publicidade