A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Colecção Superpoderes
Colecção Superpoderes

Estes livros ajudam a lidar com Necessidades Educativas Especiais

Trabalhar a inclusão: é esta a missão da colecção Superpoderes, da nova chancela infanto-juvenil da 20|20. Falámos com a editora Célia Louro.

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

O Carlos sabe imenso sobre comboios, mas será capaz de ultrapassar o nervosismo de se juntar aos colegas para vencer a competição de ciências da escola? “Esta história mostra o outro lado do espectro do autismo, as mais-valias [desta perturbação do neurodesenvolvimento]”, revela ao telefone Célia Louro, editora da Lilliput, a nova chancela infanto-juvenil do grupo 20|20, que se estreia com a colecção Superpoderes. Acabadinha de aterrar nas livrarias, a série de quatro livros não só celebra os traços positivos associados às Necessidades Educativas Especiais, como ajuda pais e filhos a lidarem de forma construtiva com as desventuras de vários “pequenos super-heróis”.

“Temos cada vez mais miúdos com NEE nas nossas escolas e é muito importante sensibilizar para a inclusão, porque faz maravilhas por eles. Se um menino autista só lidar com outros meninos autistas ficará para sempre num casulo. O mesmo se aplica aos meninos sem necessidades especiais”, acrescenta Célia, que não resistiu a trazer para Portugal a premiada autora Tracy Packiam Alloway. Especialista em psicologia cognitiva e educacional, a britânica aborda o autismo (O Projecto Vencedor), mas também a ansiedade (Um Dia em Grande), a dislexia (O Desafio do Mapa) e a PHDA – perturbação de hiperactividade e défice de atenção (O Mistério da Sala de Aula) através de quatro enredos que prometem ter as respostas certas para questões difíceis.

livros para crianças e jovens
O Projeto Vencedor - Um Livro sobre Autismo, de Tracy Packiam Alloway

Com ilustrações de Ana Sanfelippo e uma “fonte para disléxicos”, que facilita a leitura, cada livro (10,49€) inclui um guia para famílias e professores com pontos de discussão sobre a história e dicas de como potencializar capacidades em crianças com e sem NEE. “A Inês, a menina com PHDA, não é capaz de se concentrar, mas tem hiperfoco [os chamados interesses obsessivos] e uma memória verbal incrível, que lhe permite resolver problemas muito facilmente. É preciso encorajar estas capacidades, que são pouco valorizadas porque não as conhecemos tão bem”, exemplifica. “No mercado português há poucos livros infanto-juvenis sobre saúde mental, mas lá fora vê-se muito. E promover conversas à volta deste tema é fundamental para o desenvolvimento cognitivo-emocional das crianças”, insiste Célia Louro.

A educação para a saúde é precisamente um dos motes da Lilliput, que implementa ainda uma outra novidade, extensível a toda a divisão infantil do grupo 20|20: ícones de competências nas contracapas dos livros para orientar pais e educadores. Ciente da “crescente preocupação com os desafios escolares” de um ano atípico e “o receio de um novo confinamento”, Célia destaca o “círculo amarelo”, que incentiva momentos pedagógicos e lúdicos em família. Mas há quase duas dezenas de selos para identificar e todos correspondem a um determinado “superpoder”, como a capacidade de observação, o pensamento lógico, a criatividade e até a coordenação óculo-manual.

Colecção Superpoderes
LilliputColecção Superpoderes

Além dos livros de Alloway, a editora conta já com mais três colecções no seu catálogo: Crescer Feliz e Como Desenhar, para crianças dos seis aos oito, e Biblioteca do Conhecimento, para maiores de oito anos. “Começámos a pensar nisto o ano passado, mas lançar uma chancela no meio de uma pandemia atrasou tudo pelos motivos óbvios”, conta Célia, antes de levantar o véu sobre o futuro. “A filha de uma amiga minha, que tem óculos, no outro dia perguntou por que é que nenhuma princesa usa óculos, por isso dei o nome da miúda a uma personagem com óculos de uma colecção sobre mini-exploradores, que vamos lançar para o ano.” Lá está outra vez a ideia de inclusão e, por arrasto, de representatividade. É como se costuma dizer: todos diferentes, todos iguais.

+ Nove novidades literárias que todos os miúdos deviam ter em casa

+ Lê já, grátis, a edição Time Out Portugal, desta semana

Últimas notícias

    Publicidade