A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Feira do Livro 2014
©SUMFeira do Livro 2014

Feira do Livro de Lisboa adiada para o final do Verão

Por
Hugo Torres
Publicidade

A pandemia não poupa o mais importante evento literário de Lisboa, apesar de ainda estarmos a dois meses das datas inicialmente previstas: 28 de Maio e 14 de Junho.

A Associação de Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) anunciou o adiamento da Feira do Livro de Lisboa, juntando-se ao esforço de contenção do novo coronavírus. O evento estava para acontecer de 28 de Maio a 14 de Junho, no Parque Eduardo VII, mas será empurrado para o final do Verão – “últimas semanas de Agosto, início de Setembro”, diz a organizadora da feira.

No curtíssimo comunicado divulgado na noite desta sexta-feira, lê-se ainda que o adiamento foi articulado com a vereação da Cultura da autarquia, ou seja, com o gabinete de Catarina Vaz Pinto. A Feira do Livro de Lisboa, que vai para a 90.ª edição, é um evento anual e o mais relevante para o sector livreiro, que a APEL representa.

O anúncio surge depois de as próprias editoras terem decidido suspender ou adiar o lançamento de livros – só ontem fizeram-no a Relógio d’Água e a Bertrand Editora (que detém as chancelas Quetzal, Temas e Debates, Pergaminho, Arte Plural, Gestão Plus, Contraponto, 11x17 e Verso da Kapa, e que por sua vez pertence ao grupo Porto Editora). Mas também depois de o primeiro-ministro, António Costa, ter dito, após reunião do Conselho de Ministros, que se espera que o pico da pandemia em Portugal ocorra em meados de Abril, o que significa que o regresso à normalidade deve ser atirado para finais de Maio.

+ Imprensa Nacional disponibiliza 15 livros para download gratuito

Últimas notícias

    Publicidade