Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Festival dos Espaços dos Artistas: cinco dias de ateliês abertos e performances grátis
Notícias / Vida urbana

Festival dos Espaços dos Artistas: cinco dias de ateliês abertos e performances grátis

ABCC
Alexandre Camarao The Pathfinders

Entre 14 e 18 de Maio, mais de duas mãos-cheias de espaços independentes vão abrir portas a 144 artistas nacionais e internacionais. A entrada ao público é grátis.

A FEA – Festival dos Espaços dos Artistas de Lisboa regressa à cidade para uma segunda edição. Além de exposições, a programação inclui várias conversas entre artistas e agentes artísticos, eventos, performances e a atribuição de dois prémios.

“O festival pretende abrir um novo tipo de diálogo entre os artistas e a cidade, destacando a necessidade de um debate mais real entre a arte contemporânea e a sociedade”, declara em comunicado a directora artística Rebecca Moccia, que vive entre Lisboa e Milão.

As colaborações entre artistas são a premissa do FEA, que reúne espaços espalhados pela rede urbana da cidade, desde a Porta 14 da Calçada do Correio Velho a Alvalade, onde se encontra o atelier de Miguel Palma, e a nanogaleria, um projecto curatorial de Luísa Santos e Ana Fabíola Maurício. Entre os artistas em exposição, encontram-se nomes como Ana Perez-Quiroga, Hector Zamora, Tiago Miranda, Filipa César, Michael Bennett, Giorgio Cellini e Marilá Dardot.

Alexandre Camarao

Durante o festival, vão ser organizadas três visitas guiadas gratuitas pelo CATL (Contemporary Art Tours Lisbon) para dar a conhecer as exposições. Mas destaca-se por exemplo o atelier de Alexandra Camarao e Bernardo Simões Correia, enquanto espaço de exposição de 45 artistas convidados e de um livro que será lançado para a ocasião. The Pathfinders propõe-se mostrar como vários artistas procuram desenvolver o seu trabalho usando recursos digitais, de forma a expor metodologias de trabalho, que normalmente estão ausentes da exposição pública.

A agenda inclui ainda a atribuição de dois prémios: o de Melhor Artista Emergente atribuído pelo MMAT (colecção privada do italiano Mauro Mattei) e outro atribuído pela Umbigo, que vai eleger um artista para um projecto online da revista.

Os eventos e performances ainda não foram divulgados, mas pode ficar a saber mais através do site do FEA e da página de Facebook.

+ O cinema ao ar livre regressa aos terraços de Lisboa e Cascais em Maio

Publicidade
Publicidade