A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Fiammetta: de Itália com queijos e enchidos de muita qualidade

Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Os princípios por trás da abertura da Fiammetta, nova mercearia-garrafeira-cafetaria italiana em Campo de Ourique, são bem nobres: mostrar aos portugueses que a cozinha de Itália não é apenas feita de massas, pizzas e risotos e ensinar a usar produtos italianos em receitas simples para replicar em casa. Quem o explica é Ludovica Rocchi, que junta ainda uma razão pessoal a este negócio. “Vivo em Portugal há três anos e nunca encontrava produtos italianos verdadeiramente artesanais cá. Cada vez que ia a Itália voltava com as malas carregadas de queijos e enchidos.”

Casada com um português, largou um trabalho na área da moda – fez carreira nas marcas Valentino e Tommy Hilfiger – que a obrigava a viajar bastante, para abrir em Lisboa uma casa com o mesmo nome da trattoria que os avós têm em Roma, na Piazza Fiammetta. “Os meus avós abriram o restaurante em 1944 e agora está com a minha mãe e as minhas irmãs”, conta. Como seria de esperar, o Fiammetta de Roma é a ponte certa para fazer chegar os produtos a Lisboa. “Consigo ter produtos artesanais, de qualidade, a preços mais acessíveis. Chegam frescos três vezes por semana. E muitos são fornecedores do restaurante em Roma.”

Fiammetta
Fotografia: Arlindo Camacho

Na montra da charcutaria (e que montra, senhores, que montra) pousam produtos de norte a sul de Itália sobre os quais a própria Ludovica vai falando em detalhe e explicando qual a melhor forma de cozinhar. “O Blu di Bufala é um queijo azul de Piemonte com leite de búfala; a stracciatella é a parte de dentro da burrata, os portugueses não conhecem, acham que é o sabor de gelado; temos um parmigiano com 30 meses de cura que já não tem lactose; um presunto San Daniele, muito bom.”

No andar de baixo mora a zona de garrafeira, a mercearia das pastas, os bolos, os azeites e os frascos com molhos. Há ainda uma mesa para fazer provas de vinhos em grupo, com degustação de alguns produtos.

Fiammetta
Fotografia: Arlindo Camacho
Fiammetta
Fotografia: Arlindo Camacho

Mas se quer mesmo aprender a usar a oferta da Fiammetta, antes de encher os sacos de compras, sente-se à mesa e peça uma tábua Fiammetta (24€, para duas pessoas) com vários queijos e enchidos, peça um crostino di mozzarella di bufala e ‘ndduja (7,50€) – “uma pasta de chouriço picante da Calabria”, explica – ou um dos panini, como a sanduíche de speck de Trento, com queijo brie e rúcula. Tem ainda pratos do dia (entre os 10-12€), saladas e, em breve, algumas pastas. “Aos almoços é comida mais caseira, simples. E podemos abrir para jantares, para o mínimo de oito pessoas. Mas a parte de restauração é apenas para mostrar às pessoas como se misturam e confeccionam os produtos frescos.” Obrigada, Ludovica.

Rua Almeida e Sousa, 20 (Campo de Ourique). 21 385 0679. Ter-Sáb 10.30-21.00, Dom 10.30-18.00

Últimas notícias

    Publicidade