Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Finalmente, reabriu o Finalmente
Noite, LGBT+, Finalmente, Reabertura Pos Covid
©Gabriell Vieira Finalmente

Finalmente, reabriu o Finalmente

O histórico clube no Príncipe Real reabriu com dois espectáculos drag, comida e um novo horário. Contamos-lhe mais sobre a nova vida do velho Finalmente.

Publicidade

“Um novo conceito adaptado a uma nova realidade.” Em Agosto, o Finalmente anunciava a reabertura de portas com uma nova filosofia ditada pelas regras da pandemia. A pista de dança foi ocupada por mesas (dez, com capacidade para 40 pessoas) e José Marquina, o proprietário da casa, preocupou-se em criar um menu para que os clientes pudessem jantar ou beber um cocktail enquanto assistiam aos espectáculos drag, os mais antigos de Lisboa.

O histórico clube do Príncipe Real abriu há 44 anos. Conhecido por estar sempre a funcionar – mesmo na noite de Natal –, o Finalmente teve de fechar portas pela primeira vez em Março. Mas não por muito tempo. “[A reabertura] foi uma agradável surpresa”, conta Fernando Santos, director artístico da casa, mais conhecido pela sua personagem, Deborah Kristall. “Foi tudo uma insistência do José Marquina, abrir como restaurante onde as pessoas pudessem assistir ao espectáculo em horários diferentes.”

Noite, LGBT+, Finalmente, Reabertura Pos Covid

 

©Gabriell Vieira

 

Antes da pandemia, o espectáculo do Finalmente acontecia às três e meia da manhã e o clube começava a receber clientes por volta da uma. Agora, é a essa hora que a casa fecha e o espectáculos drag acontecem todos os dias em dois horários, às 21.45 e às 23.45 (duram cerca de 30 minutos).

Fernando Santos, que se estreou no palco do Finalmente em 1984 com o nome Suzy Flower, criou dois shows diferentes para esta nova vida do clube. “O primeiro tem um cariz mais português e o segundo é mais internacional”, explica. Apesar da quebra no turismo, a casa tem recebido “muitos franceses, espanhóis e alguns ingleses”. Tudo sentado e sem a proximidade e os suores do antigamente.

As noites de segunda-feira, em tempos as mais populares, com o Lugar Às Novas, para novos talentos drag da cidade, deixaram de acontecer, mas foram substituídas por uma versão mais modesta. “Como não podemos receber essa quantidade de gente, fazemos uma noite de convidadas, com três por semana, e damos folga ao elenco da casa.” Além de Deborah Kristall, Jenny La Rue, Samantha Rox e Nymas Charles continuam a ser a “prata da casa”, diz Fernando – e a valer uma visita.

Noite, LGBT+, Finalmente, Reabertura Pos Covid

 

©Gabriell Vieira

 

Rua da Palmeira, 38 (Príncipe Real). Todos os dias, 20.00-01.00. Reservas através do Instagram, Facebook ou do 21 347 9923.

+ Leia já, grátis, a edição Time Out Portugal desta semana

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade