A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Globos de Ouro 2018: e os vencedores são…

Por Rui Monteiro
Publicidade

Pronto, já está. Com os Globos de Ouro entregues encerra a época de prémios e já toda a gente pode começar a pensar nos do próximo ano. Sem protestos de monta e com muitos agradecimentos à família e aos amigos e aos colegas, aqui estão os vencedores…

Música

Em uma das categorias mais disputadas em concurso reinou a diversidade e foi sem espanto que Amar pelos Dois, de Luísa Sobral, com interpretação de Salvador Sobral, canção vencedora do Festival Eurovisão em 2017, venceu na categoria Melhor Música. 

Quem perdeu na categoria anterior, mas acabou por ser compensada recebendo o título de Melhor Intérprete, foi Raquel Tavares, pela sua prestação no álbum Roberto Carlos por Raquel Tavares.

O último Globo em disputa nesta categoria, Melhor Grupo, para a qual estavam nomeados D.A.M.A, com Lado a Lado, Ermo, por Lo-Fi Moda, mais os veteranos The Gift, o ano passado autores de Altar, acabou por ser entregue aos HMB, alinhando com o álbum Mais.

Cinema

Como se esperava, tendo em conta a acumulação de prémios verificada ao longo da época, São Jorge, de Marco Martins foi mais uma vez o vencedor recebendo o Globo de Ouro para Melhor Filme. E não se ficou por aqui, pois, como era também esperado, Nuno Lopes foi o reconhecido como Melhor Actor.

Outro prémio que não espantou ninguém, a bem dizer pelas mesmas razões dos anteriores, foi o de Melhor Actriz de Cinema que Rita Blanco recebeu pela sua interpretação em Fátima, o filme de João Canijo. 

Teatro

Com Sopro, Tiago Rodrigues viu recompensado o seu trabalho na criação e construção de uma peça que tinha por sujeito uma profissão em extinção, a de ponto, e o próprio teatro. Recebendo o galardão de Melhor Peça acompanhado por grande parte dos que nela trabalharam, o encenador não deixou de referir a grande ausente no palco do Coliseu e, por assim dizer, a musa inspiradora desta produção, precisamente a ponto do Teatro Nacional D. Maria II, uma das últimas representantes da profissão no activo, Cristina Vidal.

Disputando a categoria Melhor Actriz de Teatro, estavam Isabel Abreu (Sopro), Ana Palma (Display), Rita Lello (Mariana Pineda), mas foi Rita Cabaço, pode dizer-se que também sem espanto para ninguém, quem recebeu o prémio pelo seu desempenho em A Estupidez, de Rafael Spregelburd com encenação de João Pedro Mamede.

Rita Cabaço

Entre os candidatos a Melhor Actor de Teatro estavam Elmano Sancho, pela sua interpretação em Display, escrita e encenada por Carlos J. Pessoa para o Teatro da Garagem, assim como Ivo Canelas e Pedro Gil, protagonistas em Pedro e o Capitão, de Mário Benedetti, com encenação de Marta Carreiras e Romeu Costa. O prémio, porém, foi para Miguel Loureiro, que surgia como o menos provável vencedor na bolsa de apostas, pelo seu desempenho na peça de Dimítris Dimitriádis que Jean Paul Bucchieri encenou, Esquecer.

Miguel Loureiro

 

E os outros Globos de Ouro foram para…

Desporto

Melhor Treinador: Leonardo Jardim – Futebol

Melhor Desportista Feminino: Inês Henriques – Atletismo

Melhor Desportista Masculino: Cristiano Ronaldo – Futebol

Moda

Melhor Estilista: Alexandra Moura

Melhor Modelo Feminino: Maria Miguel (L'Agence)

Melhor Modelo Masculino: Fernando Cabral (Karacter)

E ainda:

Revelação do Ano: Bárbara Bandeira Música

Prémio Mérito e Excelência: José Cid

Últimas notícias

    Publicidade