A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Herdade do Cebolal
Herdade do Cebolal

Há um novo vinho que estagiou imerso no mar português

O novo vinho da Herdade do Cebolal passou dois anos debaixo das águas do Atlântico. O resultado foi "um objecto artístico", limitado a 120 garrafas.

Por Sebastião Almeida
Publicidade

Há sete anos, Luís Mota Capitão começou um projecto vínico que lhe surgiu das conversas que ia tendo com marinheiros e pescadores de Sines. A sua Herdade do Cebolal, localizada na Costa Vicentina, entre a Serra de Santiago do Cacém e a Serra do Cercal, produz vinhos com as característica do terroir da região: acidez e frescura natural, devido à proximidade marítima. Dessas conversas com a gente da terra, nasceu um vinho que estagiou ali ao lado, no oceano, entre 15 e 40 metros de profundidade, durante um e dois anos. A ondulação, a fauna e a flora marítima criaram um vinho que será agora dado a provar.

O Cebolal Imerso, como foi baptizado, é um vinho feito a partir das castas Alicante Bouchet, Aragonês e Touriga Nacional, da colheita de 2015. Fermentou em lagar de barro, estagiou em cuba e em 2016 foi depositado no fundo do mar, na costa de Sines. Por lá ficou e tornou-se “um objecto artístico, numa colaboração poética da techné humana e da natureza”.

Das 120 garrafas produzidas, apenas metade delas estarão disponíveis para venda. O Cebolal Imerso estará à venda em Lisboa na garrafeira gourmet do Auchan, no Centro Comercial Amoreiras e na Garrafeira Imperial, na Rua do Alecrim, no Chiado. Também poderá comprar o vinho online, através da página da TintoCão.

+ Leia a Time In desta semana

Últimas notícias

    Publicidade