A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Mesaluisa: isto não é um restaurante, é uma sala de refeições

Por Mariana Correia de Barros
Publicidade

Há um novo projecto no Cais do Sodré que celebra o gosto português de estar à mesa. Tudo começa com uma sessão de compras no Mercado da Ribeira, seguida de um momento de cozinha onde todas as mãos disponíveis são bem-vindas, para terminar numa grande refeição de raízes portuguesas. Caetano Veloso já lá esteve. E a Time Out também.

“Quem gosta de cortar cebolas?”, atira Luísa Villar para o ar. “Eu”, responde Martine, uma francesa que veio conhecer o Mesaluisa. “Então aqui tem as facas”, mostra, enquanto abre uma gaveta com vários modelos de material cortante, para depois explicar que parte servirá para as amêijoas e outra seguirá para o forno com o fresquíssimo pargo comprado na banca de Rosanamar, no vizinho Mercado da Ribeira.

Luísa Villar no Mercado da Ribeira, junto da banca da Rosanamar.
Fotografia: Manuel Manso

Enquanto Martine corta cebolas, Luísa prepara o peixe, Ana, amiga e ajudante de Luísa, vai orientando outros detalhes do almoço e esta que vos escreve lava e retira as grainhas ao tomate, em preparação para a sopa do dito. Lá fora há quem já esteja ao sol, a petiscar azeitonas, queijos frescos, pão alentejano da Herdade do Freixo do Meio (e que pão!) e a beber um copo de vinho – também disponível para os cozinheiros improvisados. 

Petiscos no Pátio da Ribeira.
Fotografia: Manuel Manso

Tudo isto acontece no Pátio da Ribeira, dentro de um antigo ateliê de costura, recentemente convertido em cozinha aberta para uma sala de refeições, onde Luísa Villar recebe até 10 pessoas, tal e qual como se estivesse a abrir a sua casa às pessoas. Quem quiser meter as mãos na massa, mete, quem prefere ficar só pela observação, está à vontade, e quem gosta de aprender receitas, pode fazer todas as perguntas que Luísa responde. 

Mais compras no Mercado da Ribeira, para um almoço completo.
Fotografia: Manuel Manso

O programa Mesaluisa –chamemos-lhe assim, porque no mínimo passamos quatro horas na sua companhia – começa sempre com uma sessão de compras no Mercado da Ribeira, com hora marcada às 10.30. Há uma breve explicação da história e transformação do espaço e o grupo segue atrás de Luísa para a peixaria. “Às vezes não conhecem os peixes. No outro dia aconteceu receber uns austríacos que nunca tinham visto o peixe assim, ao vivo.” Enquanto Rosa arranja um generoso pargo, vamos até à banca de Paulina e Elisabete, mãe e filha, respectivamente, comprar cebolas, batatinhas, tomate cereja, feijão verde, alface. Há uma passagem pela loja biológica da Herdade do Freixo do Meio e tempo de visitar a Alcina Flor, talvez a melhor florista do mercado.

Todos são convidados a participarnos preparativos do almoço.
Fotografia: Manuel Manso

Com o carrinho de compras cheio [pausa para falar do carrinho: Luísa Villar costurou-o a partir de umas calças antigas, que por sinal eram as suas preferidas], atravessamos a Praça Dom Luís I e entramos no Pátio da Ribeira, onde a magia, isto é, a preparação do almoço por uma cozinheira de mão cheia, acontece. “Eu sempre adorei cozinhar, adoro falar, tirei o curso de línguas, tenho essa facilidade. Trabalhei em marketing e comunicação muitos anos, depois abri um ateliê de costura, mas agora precisava de fazer outras coisas”, conta. Nos últimos anos, sempre que visitava o Mercado da Ribeira, onde é cliente habitual há 30 anos, via os estrangeiros interessados nas produtos e acabava, por vezes, a conversar com eles. “Via também cada vez mais pessoas a abrir as casas para jantares, cada vez mais chefs a fazer workshops. Eu não queria fazer uma coisa nem outra. Mas queria puxar aquela tradição portuguesa de sentar as pessoas à mesa, conversar, partilhar experiências, sem puxar necessariamente pelos galões da cozinha.”

À mesa com a protagonista do programa. O assunto é, quase sempre, comida.
Fotografia: Manuel Manso

Dito e feito. A conversa e partilha de experiências tem corrido tão bem que dias houve em que saíram da mesa só às quatro e meia da tarde. Porque enquanto se petiscam uns peixinhos da horta, se servem as sopas de tomate e cada um se levanta para ir até ao fogão, instalado numa ilha no meio da cozinha, servir-se de amêijoas, Luísa vai partilhando receitas e curiosidades sobre a cozinha portuguesa, naquele hábito tão português que é estar à mesa e… falar de comida, claro.

Av. 24 de Julho, 4B, Armazém 10. 93 709 2279. hello@mesaluisa.com. http://mesaluisa.com. Preço: 80€/pessoa

Últimas notícias

    Publicidade