A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Campanha da Junta de Freguesia de Campo de Ourique
DRCampanha da Junta de Freguesia de Campo de Ourique

“Não atrapalha até atrapalhar.” Campo de Ourique lança campanha contra estacionamento ilegal

Junta de Freguesia parte de situações reais para mostrar como “um minuto” no passeio pode incomodar muita gente. Acção vem na sequência de “perda de qualidade na fiscalização”.

Escrito por
Rute Barbedo
Publicidade

Perto de 40 múpis espalhados por Campo de Ourique e imagens em circulação nas redes sociais fazem parte da campanha mais recente da Junta de Freguesia contra o “problema crónico de estacionamento ilegal”. Sem a pretensão de resolvê-lo, mas numa óptica de sensibilizar os munícipes, a iniciativa parte de situações reais de estacionamento em cima de passeios e outras irregularidades para chamar a atenção para os seus danos colaterais. O próprio presidente da Junta, Pedro Costa, e outros funcionários fotografaram, nos últimos meses, situações de estacionamento que violam o Código da Estrada. Posteriormente, as imagens foram trabalhadas por um criativo, que acrescentou peões ao cenário, mostrando como “um minuto não atrapalha ninguém, até atrapalhar”, como se lê na campanha.

O presidente Pedro Costa, que não recorre ao automóvel como meio de transporte habitual, sabe que Campo de Ourique tem-se tornado, há vários anos, num bairro difícil quanto ao estacionamento. No entanto, tal não justifica uma “tolerância excessiva por parte das autoridades”, diz à Time Out, criticando a “perda de qualidade na fiscalização”. Por outro lado, também os fregueses “pedem para fazer pressão sobre as autoridades no sentido de haver mais tolerância”, no sentido de evitarem a aplicação de multas. 

Mas têm os residentes de Campo de Ourique onde estacionar? “Isso é outra questão”, responde o presidente, lembrando que há dois parques de estacionamento projectados pela EMEL (Empresa de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa) para a freguesia, mas que “não há meio de saírem do papel”. No seu mais recente comunicado sobre o assunto, em Janeiro de 2022, a empresa informou, no entanto, que apenas a construção da infra-estrutura do Pátio das Sedas está prevista para os próximos anos, neste caso, em 2024.

Campanha da Junta de Freguesia de Campo de Ourique
DRCampanha da Junta de Freguesia de Campo de Ourique

EMEL com filosofia mais "pedagógica" desde Março

Recorde-se que a EMEL começou em Março a implementar “uma nova filosofia” quanto à fiscalização, optando por um serviço mais “pedagógico” e uma empresa “mais próxima dos cidadãos”. O anúncio surgiu em Maio, na sequência da suspensão, por parte da Câmara Municipal de Lisboa (CML), do modelo de incentivos aos funcionários da EMEL pelo número de multas passadas. O sistema existia desde 2011, mas foi conhecido este ano por Filipe Anacoreta Correia, vice-presidente da CML com o pelouro da Mobilidade, que declarou ter ficado em “choque” com a situação. “Acho que precisamos, de facto, de uma nova cultura”, disse, então, o autarca.

A falta de lugares de estacionamento em Campo de Ourique é uma das principais queixas dos moradores do bairro, para a qual o actual presidente da Junta vislumbra apenas uma solução: a chegada do metropolitano à freguesia, prevista para até 2026, com a finalização da Linha Vermelha, também ela pouco consensual no que toca à localização de uma das estações planeadas, a do Jardim da Parada, desaprovada por mais de 10 mil moradores.

+ Os restos alimentares podem ser aproveitados para energia? Lisboa começou a testar

+ Leia a edição de Dezembro revista Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade