A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

“Narcos” à galega: um traficante à procura de sucessor

Por Eurico de Barros
Publicidade

A Netflix estreia Viver Sem Permissão, uma série passada na Galiza e centrada num traficante de droga que procura sucessor. Contamos-lhe o essencial sobre este sucedâneo galego de Narcos.

Era inevitável que o enorme sucesso de Narcos estimulasse
 o aparecimento de séries semelhantes, sobretudo no espaço latino-americano. Duas delas surgiram precisamente em Espanha, no ano passado.

É o caso de Fariña, uma produção da Antena 3 ambientada na Galiza, nos anos 80, que conta
 a história de um pescador que,
 em plena crise do sector, começa a fazer contrabando de tabaco na sua lancha, acabando a trabalhar para um grande traficante de cocaína galego.

Fariña

A outra intitula-se Viver Sem Permissão e chega à Netflix esta semana, embora tenha sido produzida originalmente para
 a estação Telecinco. Trata-se de uma criação do argumentista e produtor Aitor Gabilondo, que tem um já longo currículo de séries na televisão espanhola, caso de Periodistas, que conheceu uma versão portuguesa na SIC, Jornalistas (1999).

O enredo de Viver Sem Permissão passa-se também na Galiza e tem como pivô Nemesio “Nemo” Bandeira (interpretado pelo veterano actor Jose Coronado), um importante empresário do sector das conservas, que fez fortuna paralelamente no tráfico de droga.

Nemesio sofre de uma doença degenerativa que quer manter em segredo, e começa a procurar um sucessor de confiança para liderar o cartel da droga que fez a sua fortuna.

Há três candidatos possíveis
 no horizonte: a sua filha Nina e
 o seu filho Carlos, e ainda Mario Mendoza, o seu brilhante e ambicioso advogado, que é também seu afilhado. Quando este sabe que foi riscado da lista por Nemo, vai transformar-se no pior inimigo do padrinho.

Netflix. Sex 8 Fevereiro (estreia).

+ Boneca Russa é o novo vício na Netflix

Últimas notícias

    Publicidade