A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Mank
Netflix'Mank' está nomeado a dez categorias. Gary Oldman (na imagem) concorre à estatueta de Melhor Actor

Netflix vai à frente (outra vez) na corrida aos Óscares

Plataforma de streaming acumula 35 indicações aos prémios da Academia. 'Mank', de David Fincher, lidera com dez nomeações.

https://d32dbz94xv1iru.cloudfront.net/customer_photos/14d3bbef-59cc-4753-a960-2f64c64804b1.jpg
Escrito por
Sebastião Almeida
Publicidade

Os nomeados para as 23 categorias dos Óscares, que são entregues a 25 de Abril, foram anunciados esta segunda-feira, numa emissão em streaming conduzida a partir de Londres por Nick Jonas e Priyanka Chopra. À semelhança do cenário traçado nos Globos de Ouro, a Netflix parte em vantagem na corrida aos Óscares com 35 nomeações (no ano passado partiu com 24 e venceu apenas duas).

Mank, realizado por David Fincher para a Netflix, lidera com dez nomeações, nas quais se incluem a de Melhor Filme, Realizador, Actor Principal e Actriz Secundária. Mas há outros dois filmes da plataforma de streaming com fortes pretensões: Nomadland – Sobreviver na América e Os 7 de Chicago são outras das produções mais bem lançadas na corrida às estatuetas douradas com seis nomeações cada. Judas e o Messias Negro (dos estúdios da Warner Bros), O Pai, Minari e O Som do Metal (da Amazon) encontram-se igualmente bem posicionados com o mesmo número de nomeações.

As polémicas em relação à falta de diversidade e representatividade da comunidade afro-americana voltarão a acender-se, já que Ma Rainey: A Mãe dos Blues, que conta com cinco nomeações, e Uma Noite em Miami (da Amazon Prime, com três) ficaram de fora da lista de nomeados a Melhor Filme. Apenas Judas e o Messias Negro, filme sobre Fred Hampton (Daniel Kaluuya), uma das figuras de proa do Partido dos Panteras Negras, integra a lista de candidatos à estatueta principal. Por outro lado, em 93 anos de Óscares, esta será a primeira edição em que duas mulheres disputam a estatueta de Melhor Realizador. Chloé Zhao (Nomadland) e Emerald Fennell (Uma Miúda com Potencial) entram assim para a história, já que Kathryn Bigelow foi a única premiada em 2010, com Estado de Guerra.

A Academia tentou também apostar na diversidade no que diz respeito às nomeações para a categoria de Melhor Actor Principal: Riz Ahmed (O Som do Metal), Steven Yeun (Minari) e Chadwick Boseman (Ma Rainey: A Mãe dos Blues), a título póstumo, integram a lista onde apenas Gary Oldman (Mank) e Anthony Hopkins (O Pai) fogem à tendência. Na categoria de Melhor Actriz, a escolha será entre Viola David (Ma Rainey: A Mãe dos Blues), Andra Day (Estados Unidos vs. Billie Holiday), Carey Mulligan (Uma Miúda com Potencial), Vanessa Kirby (Pieces of a Woman) e Frances McDormand (Nomadland).

Consulte aqui a lista completa dos nomeados à edição de 2021 dos Óscares.

 + Leia grátis a Time Out Portugal desta semana

+ Os vencedores dos Globos de Ouro

Últimas notícias

    Publicidade