A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Guaka
Ricardo Lopes

Noche de fiesta: no Guaka os jantares são regados a shots e muita música

Na Praça das Flores, há um mexicano onde um cronómetro em countdown é o centro de todas as atenções.

Escrito por
Cláudia Lima Carvalho
Publicidade

O cronómetro na sala do restaurante dita a experiência. Começa nos 45 minutos e vai descendo. Quase sem darmos por ela, a música fica mais alta, uma contagem decrescente começa em uníssono (5, 4, 3…) e a equipa que serve às mesas surge de sombreros postos num grande alarido – ao mesmo tempo, toca nas colunas a icónica canção de “Jarabe Tapatío”, também conhecida como a dança mexicana do chapéu. De um lado e do outro, distribuem-se shots de tequila. Bem-vindos ao Guaka, o restaurante mexicano que abriu na Praça das Flores, depois de ter feito sucesso em Faro e no Porto. 

À primeira vista, o Guaka foi buscar todas as referências que um restaurante mexicano fora do México vai buscar. Garrafas vazias de cerveja Corona preenchem o candeeiro da sala com lugares para cerca de 40 pessoas – existe uma outra sala mais pequena onde se sentam mais 20. Há sombreros espalhados pelo restaurante, caveiras e cactos desenhadas nas paredes e música latina a ritmar o jantar. Mas é o cronómetro em countdown constante que marca a diferença. 

Guaka
Ricardo Lopes

“Habitualmente, estão marcados 45 minutos, mas há noites em que pomos nos 30 ou até nos 15 minutos”, diz-nos Jaqueline Sotto-Mayor que abriu este Guaka com o irmão João Sotto-Mayor. Foi dele, na verdade, a ideia para o restaurante que começou por abrir em Faro, em 2017. Seguiu-se o Porto em 2020, mas com Lisboa sempre à vista. A imprevisibilidade não permitiu que acontecesse antes, até que se depararam com a notícia de que o Frei Contente, na Praça das Flores, ia fechar. “E nós andávamos à procura, tanto na zona do Cais do Sodré, Príncipe Real, Campo de Ourique”, explica Jaqueline, recuando ao princípio de tudo. “O meu irmão ia abrir um restaurante diferente, mas depois foi ao México e acabou por lá ficar um mês. Quando voltou, disse que ia abrir um mexicano”, conta, lembrando que nessa altura o irmão trouxe toda a decoração do México. “E teve esta ideia de génio, do nosso querido relógio.”

Guaka
Ricardo LopesBulldog margarita e frozen margarita de maracujá

A ideia não é embebedar ninguém, até porque a tequila não é servida pura, serve apenas para criar um ambiente de festa, livre, leve e solto. “Para os nossos clientes é uma ideia muito cativante. Às vezes entram e começam logo a espreitar para o relógio para ver quanto tempo falta. Até já tive clientes à porta a querer entrar logo porque já só falta um minuto para o shot.” Um aviso: se não quer acabar a ser desafiado a beber da garrafa é bom que a cada rodada tenha o pequeno copo vazio, os shots são para se beber. 

Guaka
Ricardo LopesHuevos rancheros

Para se beber também são as margaritas, que chegam a todas as mesas. Há a clássica (4,80€), mas são as frozen (de lima, morango, ananás, maracujá ou manga), feitas na hora, que mais saída têm. Podem ser pedidas em tamanho pequeno (4,80€) ou grande (7,50€). Para os mais arrojados, aconselha-se a bulldog margarita (8,20€) com uma coronita a completar o copo. 

Guaka
Ricardo LopesTacos carnitas e de camarão

Já para comer, há muito por onde escolher. À mesa, recomendam que se comece por um guacamole tradicional (7,30€) ou pelo especial totopos (8,30€), no qual os nachos estão mergulhados em guacamole, nata ácida, queijo cheddar cremoso, picle de cebola roxa, jalapeños e coentros. Mas não faltam as quesadillas (10,10€-10,80€) ou os tacos, como o de carnitas (9,70€) ou o de camarão (13,70€). Há ainda duas opções de fajitas, de frango (10,80€) ou de carne assada (13,70€), e pratos especiais como o chili com carne (13,60€) ou uns huevos rancheros (10,50€). 

Guaka
Ricardo LopesQuesadilla tinha chipotle

Nas sobremesas, as escolhas recaem habitualmente entre os churros de alfarroba (5,50€) e o dulce tres leches com baño de crema (4,50€).

Rua de São Marçal 94 (Príncipe Real). 913 679 165. Qua-Seg 19.30-23.30

João Rodrigues sai do estrelado Feitoria e do Rossio Gastrobar

+ Funky Chunky abre segunda loja em Lisboa com as cookies de sempre (e algumas novidades)

Últimas notícias

    Publicidade