A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Bairro do Avillez Uber Eats
Zé Diogo Lucena

O Bairro do Avillez em sua casa: chef faz parceria com Uber Eats

José Avillez fechou seis restaurantes nos últimos meses. O regresso ao activo começou com o Bairro do Avillez, onde passaram a estar a Pizzaria Lisboa e o Mini Bar – e agora oferece essa experiência de vários restaurantes num só através da Uber Eats.

Por
Ines Garcia
Publicidade

A pandemia forçou os restaurantes a repensar as suas operações. José Avillez optou por fechar todos os seus espaços, mantendo um take-away simples, e apostando no voluntariado, com a entrega de refeições nas Juntas de Freguesia de Santa Maria Maior e Misericórdia. “Se tivéssemos de ter gente aqui a trabalhar para responder à procura, não seria rentável”, confessa o chef, à mesa do seu Bairro do Avillez. O regresso faz-se com todas as medidas de segurança – “os restaurantes já tinham muitas destas medidas de higiene enraizadas, foi só reforçar” – mas atento a quem ainda prefere estar em casa. E por isso, através de uma parceria com a Uber Eats, desde segunda-feira, 29, tem pratos dos vários restaurantes do Bairro do Avillez disponíveis para entrega ao domicílio.

Bairro do Avillez Uber Eats
Zé Diogo Lucena

A presença na aplicação quer ser um prolongamento da experiência que se vive no restaurante, mas não uma substituição. “A Uber Eats muitas vezes é vista como uma solução de comida mais rápida, para matar a fome. Agora é uma experiência também”, diz o chef, que uma vez por mês quer ir com o motoboy entregar a refeição a um dos pedidos, tirados à sorte, em jeito surpresa. 

Ao Páteo e à Taberna do Bairro, juntaram a Pizzaria Lisboa, no primeiro piso, e o Mini Bar, no espaço do Beco Cabaret Gourmet. E tal como na experiência in loco, onde com estas novidades passou a ser possível comer refeições “a partir dos 12€”, garante o chef, através da aplicação pode fazer um mix e pedir uma pizza para o filho mais novo, uns petiscos do Mini Bar para os pais ou uns mariscos do Páteo, para impressionar.

Bairro do Avillez Uber Eats
O prato exclusivo da aplicação: camarões salteados com molho kimchiZé Diogo Lucena

“É um desafio para nós, porque costumamos finalizar todos os pratos, nem que seja com um fio de azeite. Tivemos de estudar quais os pratos que podiam viajar num raio de 4 km e chegar em perfeitas condições”, explica. As famosas azeitonas explosivas do chef passam a estar disponíveis num frasco com meia dúzia, conservadas em azeite (15€, com validade de dez dias), há croquetes com emulsão de mostarda (duas unidades, 4,20€), mini-empadas de cozido (duas unidades, 4,75€) ou uns mais interactivos cones de atum picante (7€), best seller do Mini Bar, que será preciso montar e rechear em casa (segue tudo com instruções, nada tema). 

Bairro do Avillez Uber Eats
Azeitonas explosivasZé Diogo Lucena

Há duas saladas, uma selecção de mariscos, como o carabineiro (25€) ou o camarão tigre (21,50€) grelhados com molho do Bairro, uma sopa rica de peixe e marisco (11,50€) ou amêijoas à Bulhão Pato (24,50€). 

Nos pratos principais a selecção tem moqueca de peixe e camarão com arroz branco (22€), caril verde de grão e legumes (17,50€), plumas de porco alentejano com arroz e feijão preto (27€) ou o bacalhau à Brás com azeitonas explosivas (25€). “Não garanto que o bacalhau à Brás vai chegar a ferver como no restaurante, mas garanto que morno chega de certeza. Há que perdoar um bocadinho”, diz.

Bairro do Avillez Uber Eats
Moqueca de peixeZé Diogo Lucena

Na aplicação vão estar também disponíveis dez pizzas do menu da Pizzaria Lisboa, como a Mouraria, com tomate, mozarela, fiambre e cogumelos (10€), a Fado, com tomate, mozarela, curgete, beringela, pasta de azeitonas, alho e parmesão (12€) ou a Santo António, com tomate, mozarela, cebola, chouriço e pimento (12€). 

Neste lançamento, há um prato exclusivo para a Uber Eats – uns camarões salteados com molho de kimchi (10€), ligeiramente picantes. O prato exclusivo será dinâmico. 

Bairro do Avillez Uber Eats
Pavlova de frutos vermelhosZé Diogo Lucena

Deram toques especiais a certos pratos, sabem que os que têm molhos funcionam melhor e as sobremesas tiveram de ser ligeiramente adaptadas (o cliente nem vai notar, dizem) para chegarem na perfeição. Foi isso que aconteceu à famosa Avelã3, a sobremesa que têm em vários restaurantes, com avelã em três texturas diferentes (7€). “O gelado da avelã ao cubo é banhado com nitrogénio líquido antes, para que durante a viagem consiga manter a consistência”, explica.

Nos doces, escolheu também para este menu a pavlova de frutos vermelhos (9,50€), o bolo de chocolate (8€) e o caramelo salgado com petazetas (7€). 

Tudo isto chega a casa dos clientes numa embalagem sustentável, feita de papel reciclado, e em breve vai chegar acompanhado de uma playlist no Spotify com curadoria do chef. 

Para a Uber Eats, a inclusão de um chef como José Avillez no seu portefólio vai criar um novo canal para um restaurante que precisa de ajuda, como tantos outros nesta altura. “O delivery não substitui a experiência do restaurante. Mas estamos a mudar o nosso posicionamento. Isto é uma experiência também. Este sector precisa de muito apoio”, afirma Mariana Ascenção, directora de comunicação da Uber em Portugal.

Também por isso, quando receber a sua refeição do Bairro do Avillez em casa, é-lhe lançado um desafio: faça uma publicação ou story com a hashtag #BairrodoAvillezNoUberEats e a mais original ganha uma experiência gastronómica para dois no restaurante com um menu seleccionado pelo chef. Aproveite que por estes dias, em pedidos superiores a 15€, a taxa de entrega é gratuita.

Nos planos de Avillez para Julho está outra novidade: a abertura de uma esplanada do Bairro, resultado da requalificação da Rua Nova da Trindade. Para 2020, José Avillez tinha prevista a abertura de mais espaços na cidade, planos esses que ficam agora cancelados. Em stand by fica a abertura prevista de um restaurante de peixe e marisco em Cascais, na morada do antigo Raio Verde. Vai chamar-se Maré e está agora previsto para 2021. 

+ Este restaurante no meio da floresta é perfeito para refeições com distanciamento social

+ Leia aqui a nova edição digital e gratuita da Time In Portugal

Últimas notícias

    Publicidade