Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right O Museu da Lua chegou a Oeiras e há festa grátis durante quatro dias
Notícias / Vida urbana

O Museu da Lua chegou a Oeiras e há festa grátis durante quatro dias

museu da lua
Dare & Hier Media Ltd Museu da Lua no Museu de História Natural de Londres

Há uma lua titânica em digressão pelo mundo. Durante quatro dias, poderá ser vista em Oeiras, que a recebe com programação cultural grátis nos jardins do Palácio do Marquês de Pombal.

Os jardins do Palácio Marquês de Pombal, em Oeiras, recebem esta sexta-feira uma réplica da lua, com sete metros de diâmetro, construída a partir de imagens de satélite da superfície lunar, em alta resolução. Entre 5 e 8 de Julho, poderá visitar o Museu da Lua, projecto do artista britânico Luke Jerram, que anda em digressão pelo mundo, com várias luas, desde que foi lançado em 2017. A instalação é composta por uma fusão de imagens e iluminação lunar e complementada por uma banda sonora criada por outro britânico, o compositor Dan Jones. Além das visitas a este “museu”, o programa inclui apresentações do FameLab, leituras de ficção científica e concertos ao ar livre.

O evento, promovido pela Câmara Municipal de Oeiras e a Embaixada do Reino Unido, decorre no âmbito do Encontro Ciência 2019, que terá lugar de 8 a 10 de Julho, no Centro de Congressos de Lisboa, onde se destacará o 50.º aniversário da chegada do Homem à lua. “É um enorme orgulho poder colaborar com a Câmara Municipal de Oeiras para trazer a Portugal esta fantástica instalação artística”, afirma em comunicado Chris Sainty, o embaixador britânico em Portugal. “Esta Lua em Oeiras e a nossa participação no Encontro Ciência 2019, como país convidado, ilustram na perfeição as fortes relações bilaterais entre Portugal e o Reino Unido nas áreas da educação, cultura, ciência e inovação, que queremos aprofundar no futuro”, acrescenta ainda.

A inauguração do Museu da Lua está marcada para às 21.00 desta sexta-feira, 5 de Julho, seguindo-se um concerto de abertura às 21.30, pelo Quarteto de Cordas da Orquestra Clássica do Centro, que conta com Ana Maria Teixeira ao piano, Bárbara Barradas como soprano e Pedro Rodrigues como tenor.

No dia seguinte, 6 de Julho, a réplica da lua poderá ser vista nos jardins do Palácio Marquês de Pombal entre as 10.00 e as 00.00. A partir das 15.00, Marta Cunha, participante na edição de 2019 do concurso de comunicação FameLab, irá fazer uma apresentação sobre clonagem, a que se seguirá uma conversa sobre a origem da lua, por Hugo Bettencourt, participante na edição de 2017. Mais tarde, às 19.00, Mariana Soares e Manuela Fonseca vão sentar-se ao piano, para um recital a quatro mãos, conduzido pelo maestro José Soares.

Ainda no sábado, pelas 21.00, poderá sentar-se nos jardins a ouvir um conto de ficção científica, sobre como seria a colonização da lua com a tecnologia dos anos 60. Da autoria de João Barreiros, será lido a três vozes, pelo próprio e por Carlos Silva e Cristina Alves, da Imaginauta, projecto de promoção da ficção especulativa produzida em Portugal e em português. A partir das 22.00, o DJ Pedro Brito toma as rédeas da festa, com música pop britânica.

No domingo, 7 de Julho, as visitas livres decorrem durante o mesmo período de tempo. Às 15.00, Marta Cunha e Hugo Bettencourt voltam com apresentações, desta vez sobre ser “cabeça na lua” e universos infinitos, respectivamente. O dia encerra com um concerto, às 21.30, de The Peakles, uma banda de tributo aos Beatles. Já na segunda-feira, 8 de Julho, o Museu da Lua despede-se de Portugal com visitas livres entre as 10.00 e as 17.00.

“Para a Câmara Municipal de Oeiras é muito importante acolher um evento destas dimensões, que alia a ciência à cultura” afirma em comunicado Isaltino Morais, presidente da autarquia. “No âmbito do programa Oeiras Valley, lançaremos nos próximos meses a estratégia Oeiras Ciência e Tecnologia, uma agenda concertada com a finalidade de produzir um impacto duradouro e sustentado no território em três grandes esferas, a da educação e sociedade, a da inovação, e a da internacionalização. Em 2020, vamos organizar o primeiro festival internacional da ciência, Oeiras Valley Festival de Ciência.”

Jardins do Palácio Marquês de Pombal. De 5 a 8 de Julho. Sex 21.00-00.00, Sáb-Dom 10.00-00.00 e Seg 10.00-17.00. Entrada livre.

+ Os melhores sítios para ver as estrelas em Lisboa

Publicidade
Publicidade