Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right O TOPO Oriente agora chama-se Kin e tem um dragão chinês no meio da sala
Notícias / Comida

O TOPO Oriente agora chama-se Kin e tem um dragão chinês no meio da sala

Kin
©Arlindo Camacho Kin

Poderia ser um restaurante inteiramente novo, dado o extreme makeover, mas não. O TOPO abriu um restaurante asiático no Martim Moniz em Agosto, com uma sala fria e de cores neutras. Agora fizeram-lhe um "querido mudei o restaurante" – ganhou um imponente dragão chinês no meio da sala, três áreas diferentes, néons e muito vermelho e azul a dar temperatura ao espaço.

“Achámos que precisava de ser mais acolhedor”, admite Joana Trindade, uma das sócias. Quiseram portanto fazer uma verdadeira “cantina asiática” e pediram a ajuda de Sacha Wolf, que trouxe o dragão chinês da parada de Ano Novo Chinês de Paris – é ele que dá alma e luz ao espaço. E criaram quatro zonas distintas de refeição, num total de 38 lugares: um lounge com sofás para o caso de alguém querer só beber qualquer coisa (mas com possibilidade de jantar aqui, também), lugares ao balcão, uma zona de mesa normais, pintadas, e outra de mesas de grupo.

kin

 

Para quem não é fã de comida asiática há um naco de vazia grelhado
Fotografia: Arlindo Camacho

 

 

Na cozinha, agora partilhada com a do próprio TOPO Martim Moniz (que também sofreu pequenas alterações no terraço e no espaço interior), continua a indonésia Ricci Quino, com Ricardo Benedito como consultor. A carta levou umas quantas mexidas, tanto no design, agora em papel com ilustrações a combinar com os quadros pendurados na parede, como nos pratos. Aos baos de wasabi juntaram-se os de porco, com o pão fofo oriental recheado com porco cozinhado a baixa temperatura e molho hoisin (4€), há agora três opções de escolha de pad thai, com tofu (12€), frango (13€) ou camarão (14€), um nasi goreng (arroz frito indonésio misturado com vegetais e ovo) de tofu (10€) ou frango (12€) e um novo prato para quem não é tão fã de comida asiática, um naco da vazia grelhado com molho tigre, feito com soja, sésamo, coentros, gengibre e alho, e arroz tailandês perfumado (13€). Mantém-se o bom pho, com fatias de bife de lombo (11€) e a sopa do tom yum (14€).

Os cocktails também foram todos repensados por Magali, a responsável de bar. Há seis com álcool (8€) e três sem (4€), servidos em canecas com motivos asiáticos e com um biscoito da sorte chinês.

kin

 

Os cocktails são servidos com um biscoito chinês
Fotografia: Arlindo Camacho

 

À sobremesa, o creme brulèe com erva príncipe (3€) continua e acrescentou-se abacaxi (2€), sempre fresco e bom para cortar o picante de pratos mais intensos, uma mousse de chocolate com topping de pimenta rosa (3€) e um bolo esponjoso de pandan, com um sabor abaunilhado, que acompanha com gelado de yuzu (4€).

kin

 

Para a sobremesa há o bolo esponjoso de pandan
Fotografia: Arlindo Camacho

 

 

Praça do Martim Moniz, Centro Comercial Martim Moniz, Piso 6 (Mouraria). Seg-Sáb 20.00-00.00.

Publicidade
Publicidade