A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
MAAT - Museu Arte, Arquitectura e Tecnologia
Fotografia: Manuel Manso

Oficinas, visitas guiadas e um mercado: o MAAT faz cinco anos

O MAAT faz cinco anos no dia 5 de Outubro e faz a festa com performances, oficinas para crianças e um mercado ao ar livre. A entrada é livre.

Escrito por
Mauro Gonçalves
Publicidade

Inaugurado a 5 de Outubro de 2016, o MAAT prepara-se para comemorar o seu 5.º aniversário. O programa de festas já foi revelado, decorre entre as 11.00 e as 21.00 e será de entrada livre. Num dia marcado pela abertura da exposição "DIA", de Carsten Höller, a grande atracção da temporada, o museu convida os visitantes a conhecer as mais de 20 peças do artista alemão através de uma agenda de visitas guiadas. Acontecem de hora a hora, a última está marcada para as 20.00.

A proposta estende-se também à instalação de Grada Kilomba, "O Barco", que terá duas visitas guiadas ao longo do dia: às 11.00 e às 17.00. Mas é importante não esquecer que o MAAT é uma obra em si, razão pela qual está agendada para as 12.00 uma visita guiada intitulada "Espaços Acessíveis", debruçada sobre a arquitectura do próprio edifício. 

Pelas 15.00, os visitantes são guiados pela Central Tejo. Uma hora depois, os guias levam um novo grupo a percorrer ambos os edifícios, com enfoque nas diferentes exposições temporárias. Às 18.00, o convite é para conhecer melhor os jardins da Fundação EDP.

Mas nem só para os adultos é feita esta festa. Às 16.00, é a vez de uma visita guiada mostrar os cantos à casa a crianças entre os quatro e os 11 anos. A este percurso de uma hora junta-se a Oficina de Tipografia, entre as 11.00 e as 17.00 e em parceria com a Associação Oficina do Cego, e a Oficina de Ciência, dedicada à construção de carrinhos solares, entre as 11.30 e as 12.30.

Prova de que esta celebração também se quer ao ar livre, os jardins da Central Tejo recebem uma edição especial do Mercado da Comida Independente. O evento, que costuma reunir produtores de várias regiões do país na Praça de São Paulo, muda-se para Belém e conta com 12 bancas.

O programa não fica completo sem os momentos de performance. Destaque para "K Club Reconstructing the Club", que junta o americano Ari Benjamin Meyers a Violet e DJ Tennis na encenação da entrada de uma discoteca. Às 12.00 e às 17.00, André e. Teodósio, do Teatro Praga, ocupa a Central Tejo com "Inverted Landscapes", sobre duas figuras das artes performativas portuguesas que trocam de destinos geográficos em busca de um objectivo artístico comum.

MAAT, Avenida de Brasília (Belém). Dia 5 de Outubro, 11.00-21.00. Entrada livre.

+ Poder, linguagem e escravatura. Grada Kilomba quer reescrever a história

+ Entre corpos e afectos, a BoCA pede-nos prova de humanidade

Últimas notícias

    Publicidade