A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Os lugares com parquímetro voltam a ser pagos na segunda-feira 18
© DROs lugares com parquímetro voltam a ser pagos na segunda-feira 18

Parquímetros da EMEL suspensos até 9 de Abril

Por Sebastião Almeida
Publicidade

Câmara de Lisboa ordenou suspensão do pagamento de parquímetros em Lisboa. Parques da EMEL também passam a ter estacionamento gratuito para residentes.

O pagamento de parquímetros da EMEL, em Lisboa, está suspenso, anunciou esta segunda-feira a autarquia. Estas medidas, de acordo com um comunicado da câmara, estarão em vigor até 9 de Abril, podendo ser prolongadas ou revogadas, em função da evolução da pandemia.

A empresa tutelada pela câmara informou ainda que será concedido estacionamento gratuito a veículos com dístico de residente nos parques de estacionamento da EMEL. Todos os veículos com dístico válido a 1 de Fevereiro, mas que tenha caducado ou vá caducar, poderão continuar a aceder aos lugares exclusivos de residentes até 30 de Junho.

As avenças nocturnas de concessões da Empark passam a ser válidas por 24 horas e será feita uma avaliação juntamente com as juntas de freguesia dos lugares reservados na via pública que possam ser libertados para estacionamento livre.

"As equipas de fiscalização da EMEL e a divisão de trânsito da Polícia Municipal continuarão, assim, a assegurar a fiscalização do estacionamento da cidade. Os meios serão reforçados e alocados na manutenção de canais de circulação livres, incluindo veículos que limitem a circulação de outros veículos, em particular de emergência, acessos a propriedades incluindo garagens, ou qualquer infração que ponha em causa a segurança ou a livre circulação de pessoas e veículos, e zonas de estacionamento especial, como sejam locais de carga e descarga, paragens de autocarros, zonas de residentes, ou qualquer local de estacionamento privativo necessário para o normal funcionamento da entidade a que está atribuído", lê-se no comunicado.

O bloqueamento de carros está igualmente suspenso, "mas será reforçada a fiscalização e remoção de veículos em infracção", diz ainda o comunicado. 

Bicicletas da Gira desinfectadas

Para além das medidas anunciadas, Fernando Medina decidiu também encerrar os elevadores públicos sob tutela da EMEL e proceder à desinfecção das bicicletas da rede partilhada GIRA, permitindo o seu funcionamento, para já. 

As medidas implementadas visam "reduzir as dificuldades de estacionamento para residentes em especial em zonas de maior pressão, e sobretudo melhorar a condição de quem cumpre situações de quarentena ou isolamento social, como recomendado, e de quem contribui com o seu trabalho para funções essenciais", termina a missiva. 

+ É tempo de Time In

Últimas notícias

    Publicidade