A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Televisão, Séries, Perry Mason (2020)
©DRPerry Mason de Ron Fitzgerald e Rolin Jones

Perry Mason está de volta ao pequeno ecrã

Já vimos a nova série ‘Perry Mason’, da HBO, e contamos como é totalmente diferente da original.

Por Eurico de Barros
Publicidade

Quem ainda se recorda da série de televisão Perry Mason (1957-1966), exibida então pela RTP, com Raymond Burr na figura do lendário advogado de defesa criminal criado por Erle Stanley Gardner numa série de livros policiais best-sellers, publicados entre 1933 e 1973, vai ter um choque quando vir a nova série Perry Mason, da HBO, interpretada por Matthew Rhys (Os Americanos). A personagem está completamente irreconhecível.

Passada durante a Grande Depressão, Perry Mason apresenta-nos uma figura que não podia estar mais distante daquela a que Raymond Burr deu corpo na televisão (houve também alguns filmes nos anos 30, com três actores diferentes a fazerem de Perry Mason, bem como uma série na rádio). O Mason de Matthew Rhys ganha a vida como detective privado, não hesitando em recorrer a práticas nada ortodoxas, ou mesmo ilegais, no decurso das suas investigações. Vive numa casa decrépita na quintarola que pertenceu aos pais, nos arredores de Los Angeles, e está muito longe de ter a apresentação distinta e as boas maneiras da personagem original, tal como Raymond Burr a deixou para a posteridade (recorde-se que Monte Markham também a encarnou, entre 1973 e 1974, na série The New Perry Mason, que foi um fracasso, ao contrário da original, hoje um título clássico da televisão).

Esta nova série, co-produzida por Robert Downey Jr., que esteve também para interpretar o papel principal, pretende revelar as origens de Perry Mason, antes de ele se ter convertido no popular advogado que, além de brilhar no tribunal, tinha também apuradas qualidades de investigador de crimes, sempre acompanhado por Della Street, a sua fiel secretária, e por Paul Drake, o detective privado que o assessorava e fazia trabalho de campo.

Estamos em Los Angeles, em 1932. Apesar de os EUA estarem a ser devastados pelos efeitos da Grande Depressão, causada pela queda da bolsa no fatídico dia 24 de Outubro de 1929, a cidade californiana prospera, devido a um boom petrolífero, à indústria do cinema instalada em Hollywood e à realização dos Jogos Olímpicos de Verão. Graças ao seu amigo e colega advogado “E.B.” Jonathan (John Lithgow), Perry Mason, que está sem dinheiro nem perspectivas para o futuro, é contratado para investigar um caso que fez manchetes nos jornais: o rapto e assassínio de um bebé. Ao mesmo tempo, ele está na posse de fotografias comprometedoras de uma jovem actriz em ascensão em Hollywood, que o vão pôr em perigo de vida.

A advocacia ficará para mais tarde, agora trata-se, para Perry Mason, de resolver um caso que apresenta contornos muito estranhos. E, ao mesmo tempo, de garantir que não acaba morto à pancada, à facada ou a tiro, e todo queimado, num baldio de Los Angeles, às mãos dos capangas a soldo do estúdio da jovem e sexualmente insaciável futura estrela de cinema.

HBO. Seg.

Últimas notícias

    Publicidade