A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Farci.e
©Mehrdad Motejalli

Teatro do Bairro Alto monta o palco no Lux até ao final do ano

A próxima temporada tem lugar na discoteca lisboeta, mas haverá também programação online a decorrer. As bilheteiras abrem em breve.

Por
Francisca Dias Real
Publicidade

A pandemia obrigou-os a fechar pouco depois de terem finalmente reaberto. Passaram para o online e, agora, que ainda há retoques e uns ajustes para fazer no espaço, o Teatro do Bairro Alto (TBA) continua de portas fechadas mas leva o palco para o LuxFrágil até Dezembro.

O caminho faz-se até Santa Apolónia com as artes performativas e os artistas debaixo do braço. A nova temporada do TBA acontece fora de portas enquanto o processo de uma nova obra na zona de bastidores e sala de ensaios não se dá por terminada.

A programação arranca com o Alkantara Festival com a estreia de Heading Against The Wall, o novo espectáculo de Cão Solteiro e André Godinho que parte da análise da narrativa censurada do filme La Tête contre les murs, de Georges Franju. Acontece entre 13 e 15 de Novembro. 

De 19 a 21 de Novembro, Sorour Darabi traz um espectáculo sobre identidade e os seus efeitos no quotidiano das pessoas. Farci.e mostra o dilema de alguém que não se identifica com nenhum género e que tem de enfrentar uma língua que obriga a separação do feminino e do masculino – como é o caso do português e do francês, língua que Darabi teve de enfrentar quando se mudou do Irão para França. 

Também Dana Michel, com Cutlass Spring, volta a tocar no tema da identidade sexual e como esta pode ser motivo de repressão cultural. O espectáculo pode ser visto a 25 e 26 de Novembro. 

CUTLASS SPRING
CUTLASS SPRING©JOCELYN MICHEL

O último espectáculo de Novembro está nas mãos da Plataforma285, entre os dias 27 e 29, e é uma co-apresentação do Festival Temps d'Image com o TBA. EmpowerBank desconstrói a obsessão nos dias de hoje que existe com movimentos e práticas que promovem a ideia de salvação pessoal e da sociedade, como o mindfulness ou a ideia de amor próprio – qual Gustavo Santos.  

A 1 de Dezembro, estão de regresso as Práticas de Leitura que se traduzem em encontros de regularidade incerta em torno de “publicações entusiasmantes porque urgentes, interessantes, desarmantes ou prementes, autoeditadas ou não”. A conversa está entregue à pequena editora lisboeta Edições do Saguão. No mesmo dia, o artista Tiago Sousa apresenta o álbum Oh Sweet Solitude

Cock, Cock…Who’s There? Será o único espectáculo para maiores de 18, e é assinado por Samira Elagoz. Nesta performance (5 e 6 de Dezembro), a artista mostra o resultado de uma investigação sobre a interação dos homens com as mulheres, que desenvolveu depois de uma experiência traumática de agressão sexual.

A 12 de Dezembro o duo Tropa Macaca, composto por Joana da Conceição e André Abel, sobre ao palco para uma performance que combina música e pintura, é o Delírio.

Um português, um francês e um norte-americano não entram num bar mas sentam-se à volta de uma mesa, isto em Ma vie va changer. Nuno Lucas, Geoffrey Carey e Frédéric Danos, entre 17 e 20 de Dezembro, partem de uma simples refeição para criar ali um lugar de partilha e de conhecimento do outro. 

A fechar a programação está uma conversa, a segunda de um ciclo que tem decorrido no TBA, com Catarina Botelho e David Guéniot (19 de Dezembro). O momento parte de trabalhos fotográficos feitos no período de crise de 2010 – tudo para discutir a evolução da cidade de ontem e de hoje. 

Apesar de se mudarem de armas e bagagens para o Lux, o teatro vai continuar a oferecer programação online com criações concebidas especialmente para o ambiente digital, tal e qual como foi feito durante os últimos meses. 

Outra das novidades apresentadas é uma nova cara que passará a integrar o corpo de trabalho do teatro: a partir de Novembro Yaw Tembe será o programador de música do TBA, após a saída de Diana Combo.

Os bilhetes para a nova temporada estarão à venda em breve. Quanto à reabertura do Teatro do Bairro Alto ainda não há data prevista.

+ ‘Eurovisão da Canção Filosófica’ disputa-se no Teatro D. Maria II

+ Leia, grátis, a Time Out Portugal desta semana

Últimas notícias

    Publicidade