Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right The Pessoa Festival: discutir a literatura com passeios, debates e leituras
Notícias / Vida urbana

The Pessoa Festival: discutir a literatura com passeios, debates e leituras

Fernando Pessoa
©DR

Nasceu em Nova Iorque e atravessou o oceano para uma primeira edição em Lisboa. O The Pessoa Festival acontece de quarta a sábado, 13 a 16, no Lisboa Pessoa Hotel e reúne autores, editores, jornalistas e críticos literários lusófonos em percursos literários, conversas, debates e leituras. 

O evento é um desdobramento do The Pessoa International Literary Festival, organizado pela revista Pessoa, em parceria com a Words Without Borders – WWB e a Columbia University School of the Arts, que teve a sua estreia em Novembro de 2018 em Nova Iorque. Com curadoria de Eric M. B. Becker, tradutor e editor da WWB, e Mirna Queiroz, editora da Pessoa, o festival promoveu encontros entre autores e críticos brasileiros e norte-americanos, como Paul Beatty, John Keene, Rivka Galchen, Susan Bernofsky, Caroline Rodrigues, Alexandre Vidal Porto ou Isabel Lucas.

O Lisboa Pessoa Hotel, local de quase todas as sessões do festival, não foi escolhido ao acaso – foi neste sítio que funcionou a Tipografia do Comércio, que, em 1915, imprimiu dois números da Orpheu, a revista de literatura que tinha Fernando Pessoa como um dos impulsionadores e colaboradores assíduos. Para o arranque do The Pessoa Festival há um percurso literário orientado por Fabrizio Boscaglia, que o leva por cafés, livrarias, ruas e moradas que são referência na vida e obra de Fernando Pessoa – o ponto de encontro é no hotel às 16.00.

Ainda na quarta-feira, às 18.00, discutem-se as marcas da literatura contemporânea de Língua Portuguesa com os escritores e editores Alexandre Vidal Porto, Djaimilia Almeida Pereira e Estevão Azevedo, com moderação da autora Maria João Cantinho. 

Mirna Queiroz, uma das organizadores, quer promover uma “ampla conversa para que nos possamos conhecer melhor, trocar ideias, abrir novas possibilidades de acções conjuntas em torno da força e riqueza das nossas literaturas”, como se lê em comunicado. 

O festival segue na quinta, 14, com Alexandra Lucas Coelho, Matilde Campilho e Tatiana Salem Levy que discutem a visão cultural da experiência vivida nas esquinas entre Portugal, Brasil e África ao longo de cinco séculos, durante a conversa Um Rio chamado Atlântico, às 18.00. Isabel Lucas e Margarida Vale do Gato, moderadas por Fabrizio Boscaglia, vão falar das relações entre a literatura de língua portuguesa e a anglófona nos dias de hoje, a partir da influência do poeta Walt Whitman em Fernando Pessoa. Pode assistir à mesa redonda às 19.15.

Na sexta, 15, o debate incide na importância dos cadernos literários para a mediação e formação de novos leitores, do papel ao digital: Eunice Relvas, João Pedro Azul e Ricardo Marques sentam-se à mesa a partir das 18.00. 

Nesse dia, mas às 19.15, Ana Kiffer, Caroline Rodrigues, Leonardo Tonus e Lucilio Manjate discutem as abordagens políticas e estéticas da escrita contemporânea na ficção. 

Mudando a localização temporariamente, o último dia do festival convida os leitores a lerem trechos de autores de língua portuguesa num barco atracado na Doca de Santo Amaro. A actividade Navegar é Preciso começa às 16.00 e requer inscrição (redacao@revistapessoa.com). De volta ao Lisboa Pessoa Hotel, às 18.00, fala-se de pesquisa e crítica literária de obras em língua portuguesa com Abel Barros Baptista, João Luís Barreto Guimarães e Pedro Meira Monteiro. 

A encerrar o festival, às 19.00, há uma conversa com o poeta e músico brasileiro Luca Argel e a rapper e escritora angolana Telma Tvon, com moderação de Joana Gorjão Henriques.

Lisboa Pessoa Hotel. Rua da Oliveira ao Carmo, 8. 13 a 16 de Novembro. Entrada livre. 

Casas de escritores: Um roteiro literário de Lisboa

Publicidade
Publicidade

Latest news