A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
FUSO
DRDefine Beauty: Never Look At the Sun

Videoarte contra a adversidade: FUSO regressa online com programação gratuita

Durante quatro noites, poderá assistir a 47 obras de videoarte a partir do conforto da sua casa e sem pagar um cêntimo.

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

O FUSO – Festival Anual de Vídeo Arte Internacional já tem regresso marcado, mas não vai obrigar a sair de casa. Entre 27 e 30 de Agosto, poderá assistir online a uma série de sessões de videoarte programadas por curadores portugueses e internacionais. A programação, totalmente gratuita, inclui ainda conversas sobre a adversidade, o tema desta 12.ª edição.

“Diversidade significa pluralidade, diferenciação e diz respeito à variedade e coexistência de inúmeras culturas, línguas, tradições, costumes, crenças, corpos e géneros”, escreve a organização em comunicado. “Contudo, a diversidade transforma-se facilmente em adversidade em momentos de extremismo excludente e de ascensão do fascismo, como os que ocorrem actualmente um pouco por todo o mundo.”

O programa arranca quinta-feira, 27 de Agosto, às 19.00, com as escolhas das curadoras Rosa Spaliviero e Lori Zippay: A Soul in the Eye, que introduz questões como exclusão e discriminação através do trabalho de cinco artistas africanos e da diáspora; e Ulysses Jenkins: Notions of Freedom, um programa com três obras do artista norte-americano, que tem vindo a defender que nos devemos apropriar dos media de forma a criar e transmitir representações e histórias alternativas da experiência afro-americana.

No dia seguinte, 28 de Agosto, António Gaeta apresenta dois vídeos do artista português Jorge Queiroz, ambos de 1999, realizados em Nova Iorque, quando o autor se encontrava ainda a estudar. Para este mesmo dia, a curadora Bojana Piškur propõe ainda vídeos de dois autores, separados por 40 anos, que fizeram retratos de uma mesma região. Mas há muito mais para ver, entre novas perspectivas e peças históricas raramente ou nunca antes vistas em Portugal.

Destaca-se ainda o programa paralelo, em parceria com o Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação, que reúne uma selecção de trabalhos realizados pelos alunos do Curso de Cinema e Imagem em Movimento e que responderam ao desafio de pensar a “diversidade global”.

No ano em que o festival recebeu mais de uma centena de inscrições, vão também ser atribuídos dois prémios, o Prémio Aquisição Fundação EDP/MAAT e o Prémio Incentivo RESTART. A cerimónia está marcada para domingo, 30 de Agosto, e o público poderá contribuir para a decisão através de votação online nos três dias anteriores.

Para mais informações ou a programação completa, basta consultar o site do festival.

Descubra todas as edições digitais e gratuitas da Time Out Portugal

Últimas notícias

    Publicidade