A Cevicheria

Restaurantes, Global Princípe Real
4 /5 estrelas
4 /5 estrelas
(7comentários)
A Cevicheria
© Ana Luzia

Durante a viagem que fez pelo mundo, a cozinhar em casas de famílias, o chef Kiko Martins apaixonou-se pelo prato tradicional do Peru. Trouxe-o para A Cevicheria, um pequeno restaurante com um belíssimo balcão, onde não é possível marcar mesa. O ceviche puro com peixe branco, puré de batata-doce, cebola, algas e leite de tigre vale a espera.

Publicado:

Nome do local A Cevicheria
Contato
Endereço Rua Dom Pedro V, 129
Lisboa
1200-093
Horário Seg-Dom 12.30-00.00
Transporte BUS 758, 773
Preço Até 30€
É o proprietário deste estabelecimento?
Static map showing venue location

Average User Rating

3.7 / 5

Rating Breakdown

  • 5 star:0
  • 4 star:5
  • 3 star:2
  • 2 star:0
  • 1 star:0
LiveReviews|7
0 people listening

Muito bom mas não aceitam reservas. E esperar 3 horas por uma mesa, Não! A não repetir e não recomendo...

tastemaker

Adoro e recomendo! Mas a estafa que é conseguir um lugar sentada faz-me retirar a quinta estrela. O Ceviche é muito bem elaborado e as bebidas tornam-se viciantes. O staff é profissional e tenta sempre recomendar o melhor da carta. Diria que as segundas-feiras s#ao a melhor hipótese de se conseguir uma mesa. Este tipo de gastronomia felizmente está na moda.Perú… Welcome to Lisbon!

tastemaker

Provavelmente o espaço mais “concorrido” do Principe Real e por bons motivos. A Cevicheria do Chef Kiko trouxe aos Lisboetas uma experiência gastronómica diferente. O restaurante é clean e cool, com um balcão perfeito para quem quer ir almoçar ou jantar sozinho e algumas mesas (poucas) para quem vai acompanhado. Não há reservas pelo que chegar cedo é imprescindível para quem não quer ficar à porta à espera… e a espera por vezes é muito longa! Em dias de sol ou noites mais amenas, tomar um copo de vinho ou um Pisco Sour à porta acaba por fazer parte da experiência mas em dias mais frios esperar lá fora não é para todos. Desde que abriu a ementa tem mudado mas sempre fiel ao conceito original do restaurante, que é proporcionar uma experiência peruana com um twist original. Claro, as Ceviches são sempre uma boa opção para começar (recomendo a de salmão ou o puro), mas o meu prato preferido acaba sempre por ser o Quinoto do Mar. Antes da mudança de ementa, havia um Gaspacho de cortar a respiração, que agora é feito com Cavala e Maça verde. Diferente do original mas bom na mesma. As sobremesas também são criativas e cada uma tem uma mistura de ingredientes invulgar que nos surpreende pela positiva. O ambiente é sempre muito animado e é um bom sitio para quem quer mergulhar em sabores diferentes e curtir a boa onda do espaço. Como o restaurante é pequeno, não é o sitio ideal para quem quer ter uma conversa mais privada, as mesas são muito próximas umas da outras, o que tem o seu lado positivo… há uma maior partilha e uma facilidade de fazer novos amigos. Se procura animação e uma viagem num mundo de sabores diferentes, o Cevicheria é o espaço ideal.

tastemaker

Quando visitamos um espaço do Chef Kiko, já sabemos que a expectativa é muito alta e que vamos embarcar numa autêntica experiência gastronómica. E a Cevicheria correspondeu. O restaurante é pequeno e sempre que passava à porta via uma fila bem composta à espera de uma mesa. Daí termos chegado relativamente cedo, o que ajudou a que fossemos logo servidos. Escolhemos à carta (existe ainda a possibilidade de um menu de degustação), em claro espírito de partilha e preparados para ser surpreendidos a cada garfada. Começámos pela ceviche de salmão, e que grande pontapé de saída. Depois experimentámos a causa mista, composta por três peças distintas, cada uma mais intensa que a anterior (e para gosto pessoal, a opção mais intensa, com gema trufada, foi claramente a vencedora). A seguir veio o prato da noite (curiosamente ou não, não era de ceviche), mini surf and turf com barriga de porco confitada e bife de salmão e rúcula. Estava absolutamente extraordinário e só este prato fez valer toda a refeição. Nos pratos principais terminámos com o taco de novilho que estava muito saboroso e bem temperado. Para fechar, escolhemos o abade pisco, uma sobremesa reconfortante e que fecha com chave de ouro esta aventura pelas criações deste Chef. Por sugestão da casa, acompanhámos a refeição com o cocktail pisco sour, mas, talvez por não estar habituada a estes sabores, achei um pouco azedo. O atendimento foi sempre muito prestável, disponível para esclarecer e recomendar e o serviço rápido e sem falhas (mesmo com o restaurante cheio). No final a conta que nos chega não é barata, é verdade, mas acredito que a experiência, os ingredientes, as combinações inesperadas e surpreendentes e todo o ambiente compensam!


Opinião publicada na página do restaurante na Zomato.

Tastemaker

Espaço pequeno, contudo acolhedor e muito "clean". Staff simpático, atencioso e disponível para explicar e recomendar a carta. Sem dúvida uma "viagem" de sabores que ficará na memória. Destaco o pisco sour, ceviche puro e quinoto do mar. Aconselho a visitar. 

tastemakerTastemaker

Cada prato uma explosão de sabores. Não esquecer de os fazer acompanhar de um pisco sour. Só não ganha 5 estrelas pelas longas filas e tempo de espera, mas nada que não seja recompensado pela comida.