1 Gostar
Guardar

A sala de convívio da Torre de Babel

Se o estômago é um atalho para o nosso coração, então a Mouraria é o melhor sítio para encurtar distâncias emocionais e geográficas. Vamos mostrar-lhe onde

Fotografia: Arlindo Camacho

No berço do fado vivem hoje pessoas de mais de 50 nacionalidades diferentes. A Mouraria é bairrista, mas também é cosmopolita. Se quer mudar de ares e não tem vagar para sair da cidade, siga estas dicas.

A Sala de Convívio da Torre de Babel

Associação Renovar a Mouraria

Associação Renovar a Mouraria

A revitalização do bairro deve muito a esta associação criada em 2008. É a organização mais activa na dinamização do bairro, na integração dos imigrantes e no apoio aos moradores mais antigos. A programação inclui jantares temáticos, exposições, filmes e concertos de música do mundo, sempre na Mouradia – Casa Comunitária da Mouraria. É a parte mais visível da associação onde também é possível jantar – se organizar lá um jantar de grupo o aniversariante não paga.

Beco do Rosendo, 8 e 10. Ter-Qui 16.00-00.00, Sex-Sáb, 16.00-02.00. 92 219 1892. 

Cozinha Popular da Mouraria

Cozinha Popular da Mouraria

Poucos sítios nos fizeram ir tantas vezes à Mouraria nos últimos tempos como este restaurante/projecto social que a fotógrafa Adriana Freire criou há quase quatro anos. É uma cozinha aberta para o bairro e para o mundo – o lema é: “todos comem, todos cozinham” –, com workshops (gratuitos para os moradores), refeições temáticas e jantares de grupo. 

Rua das Olarias, 5. 92 652 0568.

Cantinho do Aziz

Cantinho do Aziz

A embaixada gastronómica de Moçambique em Lisboa fica no número 5 da estreita Rua de São Lourenço. Gaba-se das suas chamuças – “a melhor de Portugal” – puxa os galões ao frango zambeziano – “ideal para quem quer deixar de ser vegetariano” – e é reconhecido em toda a cidade pelos seus peixes e mariscos: do makoufe ao caril de camarão passando pelo gali de peixe. Quando o tempo está bom, a esplanada é essencial.

Rua de São Lourenço 3-5. Todos os dias 12.00-23.00. 21 887 6472. 

1400 metros quadrados, 10 países, 3 continentes

1400 metros quadrados, 10 países, 3 continentes

Quer provar a gastronomia de outros países mas sofre de aerofobia? (não confundir com aerofagia: a aerofobia é o medo de andar de avião). Nada tema. Munido de apenas um par de sapatos e alguma força nas pernas pode desfrutar da gastronomia de outros continentes sem sair da Mouraria. Vamos começar pela cozinha angolana? A tasca Palanca Gigante (Beco do Cascalho) serve pratos do dia dessas latitudes e asas de frango a 0,50€. Para experimentar as iguarias de São Tomé e Príncipe tem A Cartuxinha (Rua das Farinhas, 7) e uns metros abaixo fica Cabo Verde. Ou melhor, a gastronomia cabo-verdiana do São Cristóvão (Rua São Cristóvão, 30). Do moçambicano Cantinho do Aziz já falámos, por isso vamos directos até ao Paquistão por via do Taste of Pakistan (Rua de São Pedro Mártir, 37). O Tentações de Goa mostra-nos que Índia e Paquistão são vizinhos em Lisboa e no planisfério (Rua de São Pedro Mártir, 23). Segue-se o Bangladesh aqui representado pelo Bangla (Rua do Benformoso, 147). E já que aqui estamos vamos fazer batota e passar pelo Vietname. O Pho Pu (Rua do Benformoso, 76), apesar de não ter gerência vietnamita, serve os noodles que são a especialidade dessas latitudes. Se só pudermos recomendar um restaurante chinês – e há vários – mandamo-lo passar pelo Mi Dai (Calçada da Mouraria, 7), um pequeno restaurante especializado em sopas. Saudades da Europa? As massas e pizzas da Cantina Baldracca (Rua das Farinhas, 1) estão à sua espera.

Comentários

0 comments