Cave 23 num palácio abandonado

Restaurantes
cave 23
©Arlindo Camacho ©Arlindo Camacho/cave 23

Para o Dia de Reis, a equipa chefiada por Bernardo Agrela sai da sua sala e cozinha para um ambiente novo: um antigo palácio agora abandonado. O edifício vê-se do terraço que faz companhia à Cave - o Terraço 23 - e foi sede da Protecção Civil. Agora completamente desactivado, foi comprado pelo Torel Palace (que tem a Cave 23 como restaurante) para alargar as instalções deste hotel perto do Campo Mártires da Pátria.

Por uma noite, e pela primeira vez, a cozinha da Cave 23 acontece ao vivo nestas salas (para já) despidas e os convidados sentam-se numa mesa corrida, posta para 40 pessoas. Bernardo Agrela ainda não sabe dizer exactamente o que se vai comer, até porque o menu vai estar em construção até à noite de Reis. Tudo vai depender daquilo que fornecedores como as Carnes Jancinto, de Esposende, Açucena Veloso, peixeira do mercado 31 de Janeiro, ou o Hortelão do Oeste tiverem para sugerir ao chef. E se estiver bom tempo, promete-se churrasco para o grande terraço com vista do edifíco. Uma noite que vai acabar em alguma coisa parecida com ouro, incenso e mirra.

Reservas para reservas@cave23.pt

Por Catarina Moura

Publicado:

Telefone do evento 218298071/ 934 040 246
LiveReviews|0
1 person listening