Rota de Tapas Estrella Damm
D.R.

De lés a lés: a Rota de Tapas Estrella Damm voltou!

Uma boa cerveja serve-se fresca, em copo de vidro. Uma óptima cerveja? Serve-se com tapas exclusivas. De norte a sul, já se nota o burburinho: a Rota de Tapas Estrella Damm está de volta.

Time Out em associação com Estrella Damm
Publicidade

QUANTAS FORMAS DE BEBER CERVEJA HÁ?

Em garrafa ou à pressão, respondem uns; em casa ou num restaurante, afirmam outros. Bem acompanhada – isso querem todos. A Rota de Tapas Estrella Damm está de regresso (e é já a 16a edição!) para celebrar mais uma vez um casamento em que todos são felizes para sempre: o da boa gastronomia com a melhor cerveja. 

De 4 a 26 de Outubro, 150 estabelecimentos abrem portas a todos os que procuram um bom petisco. Desta vez, há 10 cidades aderentes: Braga, Guimarães, Porto, Aveiro, Leiria, Covilhã, Lisboa, Setúbal, Faro e Ponta Delgada. Há petiscos para todos os gostos, e até o preço é apetecível: uma tapa e uma cerveja por 5€, em qualquer espaço que escolha.

DOIS É BOM, TRÊS NUNCA É DEMAIS!

Quem diz três, diz quatro ou cinco, porque cabe sempre mais um brinde e mais um petisco quando estamos em boa companhia. A maravilha da Rota de Tapas Estrella Damm é poder, numa mesma cidade, percorrer os vários restaurantes com tapas desenvolvidas exclusivamente para o evento, no mesmo dia e sem ter de pegar no carro. Na capital, por exemplo, a rota multiplica-se por três bairros – Alvalade, Parque das Nações e Chiado. 

Tem 23 dias para provar todas as iguarias da sua cidade. E, quem sabe, dar um saltinho às cidades vizinhas. 

Há muito para (re)descobrir

Todas as edições há novos restaurantes a entrar na rota, num espírito de comunidade gastronómica que reúne os portugueses à mesa. Entre estreias absolutas e veteranos, há sempre o desafio de uma tapa nova e uma descoberta do que de melhor se faz no país.

Para não se perder, deixamos sete restaurantes que valem a visita (ou até um desvio).

Lisboa

Se andar entre a Baixa e o Cais do Sodré, dê um saltinho ao Planto, de Vitor Adão, para provar o Coração de Alface e Atum, tapa exclusiva da Rota de Tapas Estrella Damm. O Oitto, de Carlos Afonso, também faz parte da lista, com uma Tiborna Alentejana.

Aveiro

Entre uma visita às salinas e uma viagem de moliceiro, sente-se no Courage, onde o chef Tiago Santos preparou uma Tapa de Choco Frito, ou no Clandestino, onde os Mini Clandrés do chef Duarte Eira estão à sua espera. Na loucura... sente-se nos dois.

Guimarães

O berço da nação é também, em Outubro, berço de exclusivas e deliciosas tapas. O Dois Em Um do Papaboa, pelas mãos da chef Isabel Vitorino, e a Sarda Curada e Gaspacho, criação da chef Liliana Moura no Hool, são obrigatórios.

Uma tapa para mim, uma tapa para todos

Tapas há muitas, e garantimos que há uma para cada paladar. Fizemos uma selecção, mas não deixe de consultar o site, explorar todos os restaurantes e organizar a sua própria rota.

Para quem prefere peixe

Time to Food - Braga

Norma - Guimarães

A Fábrica da Picaria - Craft Beer Brew Pub - Porto

Necas’ House - Aveiro

Taberna A Laranjinha - Covilhã

Adega Popular - Leiria

Já te Disse - Lisboa (Parque das Nações)

Barista Gastrobar Café - Setúbal

Vila Adentro - Faro

Wine Tapas & Gin: Tā Gente - Ponta Delgada 

Para quem não dispensa a carne

O Arco - Braga

Cantinho do Fadista - Guimarães

Rittos Taberna - Porto

Un Poco Loco - Aveiro

ComFusão, Sabores ComSentidos - Covilhã

A Adega das Francesinhas - Leiria

Picanha da Lola - Lisboa (Alvalade)

Lava Jazz - Ponta Delgada

Para vegetarianos

Nocha’s Tapas & Wine - Braga

Gharb - Porto

Yeah - Aveiro

Casa das Muralhas - Covilhã

Koború - Leiria

Prego LX Wine & Gin -

Lisboa (Parque das Nações)

Bardo - Taverna Medieval - Setúbal

Recomendado
    Também poderá gostar
    Também poderá gostar
    Publicidade