Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Downunder by Justin Jennings

Downunder by Justin Jennings

Restaurantes, Australiano Estrela/Lapa/Santos
3 /5 estrelas
Downunder by Justin Jennings
©DR

A Time Out diz

3 /5 estrelas

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os espaços continuam abertos.

A Austrália não tem uma gastronomia bem definida e ainda bem. É bom lembrar que os britânicos foram os seus colonos mais representativos e que isso, culinariamente, não é bom.

Outra das características desta cozinha, no entanto, resulta da impressionante diversidade animal que o país aloja, sendo o canguru e o crocodilo os mais populares embaixadores do receituário nacional.

Fora isso, os locais souberam pelo menos assumir as suas fragilidades
e dedicaram-se nas últimas décadas
 a aprender com o resto do mundo, importando técnicas e ingredientes, sobretudo do Sudeste asiático. Basta ter acompanhado intermitentemente o Masterchef Australia para se perceber isto.

Este Downunder by Justin Jennings tem um pouco de tudo o que atrás se citou, não fosse o seu chef oriundo
de lá. Há um fish & chips, versão moderna, com polme arejado e leve – a representar a velha Albion. Há um muito bom tártaro de canguru com caviar de trufa e gema confitada por cima, bem como crocodilo crocante (sim, sabe a frango de aviário), dois pratos a preencherem a quota
dos exóticos. E depois sobram os internacionais, de carpaccios a gyozas, sendo de assinalar a galinha com arroz indonésio de camarão e lima, picante mas muito equilibrada.

Nota alta para a disponibilidade
do chef, que perante uns cristais que surgiram no copo, tratou de contactar imediatamente o importador do vinho, no caso da Nova Zelândia, para esclarecer de que se tratava. Nada de mais, soube-se minutos depois, apenas os chamados “diamantes” ou cristais de ácido tártico, que só abonam em favor do vinho (marca Mount Hector).

Decoração moderna sem alma.
Preços a rondar os 30 euros por cabeça e a fazerem-nos questionar se é de repetir a viagem.

*As críticas da Time Out dizem respeito a uma ou mais visitas feitas pelos críticos da revista, de forma anónima, à data de publicação em papel. Não nos responsabilizamos nem actualizamos informações relativas a alterações de chef, carta ou espaço. Foi assim que aconteceu.

Por Alfredo Lacerda

Publicado:

Detalhes

Endereço Rua dos Industriais, 21
Lisboa
1200-685
Preço Até 30€
Contato
Horário Seg-Sáb 12.00-23.00
É o proprietário deste estabelecimento?
Também poderá gostar
    Últimas notícias