Fábrica Lisboa

Restaurantes, Cafés Baixa Pombalina
4 /5 estrelas
4 /5 estrelas
(9comentários)
Fábrica Lisboa
1/2
Croissant da fábrica lisboa
2/2

Amália canta o fado quando entramos. Ao lado de um rádio a válvulas, uma pilha de cassetes representa alguns dos maiores hits portugueses e estrangeiros do século XX. Estão lá Um Caranguejo na Praia, de Nel Monteiro, canções de amor de Elvis Presley e até o heavy metal de Iron Maiden. Dito isto, a música que mais interessa é outra: a do sino que toca sempre que sai uma fornada quentinha. Ao primeiro tinir, os croissants – as estrelas da casa – desaparecem. Todos os dias, desde que a padaria abriu no início do mês, que saem às centenas das mãos do chef Francisco Moreno, sempre atarefado a esticar a massa debaixo de uma larga arcada em pedra.

“Quando encontrámos este espaço, ele estava devoluto. Tinha as pedras cobertas de tinta e as portas foram recuperadas à semelhança das originais”, diz João Múrias, um dos donos, apontando para uma fotografia da fachada do prédio, datada de 1906. “Queríamos que as pessoas entrassem na Fábrica e viajassem até aos anos 60”.

Não foi difícil. Nas estantes há caixas de mercearia antigas, que outrora guardaram arroz, farinha e açúcar; em cima do balcão, uma balança serve de apoio a almanaques Borda d’Água; e é numa máquina industrial antiga, a primeira da Delta, que se tiram os cafés servidos aos clientes (0,70€).

À mesa comem-se, então, os croissants com ou sem recheios de queijo, fiambre, salmão fumado, ovo estrelado e tomate, ou em versões mais doces, como os de Nutella, compota ou de creme de amêndoa (até 4,70€). Mas não é tudo. Há quiches, saladas de presunto, tostas e uma pastelaria com cheesecakes e tartes de fruta.

Aproveite e leve o pão caseiro que aqui se faz, porque eles aceitam encomendas.

Por Mariana Morais Pinheiro

Publicado:

Nome do local Fábrica Lisboa
Contato
Endereço Rua da Madalena, 121
Lisboa
1100-319
Horário Ter-Sex 08.00-20.00, Sáb 09.00-19.00, Dom 09.00-17.00
É o proprietário deste estabelecimento?
Static map showing venue location

Average User Rating

3.8 / 5

Rating Breakdown

  • 5 star:2
  • 4 star:5
  • 3 star:1
  • 2 star:0
  • 1 star:1
LiveReviews|9
1 person listening
tastemaker

Apesar de sempre cheio, é um excelente sítio para aquelas meditações de final de tarde,a sós com o nosso capuccino, para trabalhar, e claro, para comer croissants. 

Apesar das combinações invulgares, provei um croissant com doce de morango, não desiludiu, dando especial atenção à massa do croissant folhado. Desaconselho o croissant de amêndoa, demasiado enjoativo,duas dentadas bastam. 

Mas o que torna o espaço especial é, sem dúvida, a decoração kitch. E a casa de banho? Óptima para curar sarampo ,para fotos do Instagram, ou para uma festa privativa. 

Certamente voltarei, tenho de experimentar um croissant que combina com ovo estrelado. 

tastemaker

A decoração deste sítio na Rua da Madalena, é muito atraente, pois chama a atenção, logo para quem passa, pelas suas peças vintage e originais. E foi isso que me atraiu à Fábrica Lisboa. Além de todos os pormenores interessantes, fui surpreendida com os croissants. Hummm que delícia! Misto ou com nutella, ambas as versões eram deliciosas. Todos os detalhes da ementa, são de acordo com a originalidade e espírito do espaço. É muito agradável a atmosfera, como se tivéssemos entrado num sótão, todo organizado com ambiente intimista q.b. perfeito para tardes de outono/Inverno, ou para um momento de pausa.

tastemaker

O espaço é lindíssimo cheio de pequenas relíquias que nos avivam a memória. 
A sala infelizmente não é muito grande mas é muito confortável.
Os croissants são o must da casa e há combinações improváveis para mim mas que foram uma tão surpreendente mistura, como croissant com presunto.
O bolo de chocolate também é um dos pontos fortes da casa.
TIve a sorte de visitar fora das horas de ponta e foi muito relaxante.  

tastemaker

A decoração foi das primeiras coisas que me levou à Fábrica Lisboa, mas depois de provar os fabulosos croissants com creme, não hesitei em voltar vez e vez sem conta. Quer seja para comer no café ou levar para casa, vale muito a pena passar por aqui. Para quem optar por ficar lá dentro, recomendo o cappuccino, é bem doce, mas é um dos melhores que já bebi em Lisboa!


Sei que a minha crítica não é original, mas é verdade. quem gosta de croissants tem de lá ir obrigatoriamente. doces ou salgados, com extras ou sem qualquer extra, vale a pena. E quem não conhece, vai ficar fascinado com o sítio.


Gosto de lá ir pelos croissants, são óptimos. Como é que os franceses, um povo que inventou uma coisa tão perfeita, são os mesmos que se lembraram de inventar a quiche. A sério, quem é que gosta realmente de quiche?

Staff Writer

Um café cheio de antiguidades que vale a pena visitar nem que seja para ficar a olhar para as prateleiras e identificar pequenas graças do passado. As especialidades, os croissant, são deliciosos e o cheiro de quando saem do forno é divinal. Há doces e salgados e para o pequeno-almoço nada melhor que o "Extra Large".


Está sempre cheio de turistas que não sabem o que é um verdadeiro e bom pastel de nata. Este tipo de sítios para inglês ver descaracteriza a cidade. Uma pena.