A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Isco

  • Restaurantes
  • Alvalade
  1. Isco Pão e Vinho
    Fotografia: Manuel MansoIsco Pão e Vinho
  2. Isco Pão e Vinho
    Fotografia: Manuel MansoIsco Pão e Vinho
  3. Isco Pão e Vinho
    Fotografia: Manuel MansoPastelaria de Padeiro da Isco Pão e Vinho
  4. Restaurante, Isco, Sopa, Milho doce e nata azeda
    ©Gabriell VieiraMilho doce e nata azeda do Isco
  5. Doces, Rabanada, Isco
    ©Gabriell VieiraRabanada do Isco
Publicidade

A Time Out diz

A repetição das receitas para o sucesso no mundo da restauração contemporânea tem o condão de me entediar: a obsessão com o único e o local e a sua convivência esquizofrénica com a padronização global das temáticas, decor e cardápios, por vezes obstruem a luz no fundo do túnel.

Mas também tropeço no meu cinismo quando coisas boas me caem no goto: a moda das padarias artesanais é coisa que ninguém são pode lamentar: redescobrimos o pão, comemo-lo melhor, mais saudável, mais diverso.

O Isco, em Alvalade, para além de belo pão, exibe uma pastelaria de inspiração nórdica, e assim chegamos ao cardamomo: os kardemummbullar são enroladinhos de uma leve massa brioche, muito pouco doce, aromatizada por esta especiaria de paradoxo camoniano: não é triste e leda, mas eu acho-a sempre quente e fresca. E então, envoltos numa calda finalmente doce, são, como está bom de ler, um deleite.

Irresistíveis são os croissants de chocolate e amêndoa: ultrapassando o dente a chuva de amêndoas laminadas, percebemos que a crocante massa folhada de croissant se funde com o creme de amêndoas e um chocolate escuro.

Ademais, achei muito interessante a prova do croissant: feito à base de massa mãe, bem folhado e por isso crocante e de alveolozinhos perfeitos no interior, tem um sabor muito menos amanteigado do que aquele a que estamos habituados neste tipo de croissants, sobressaindo, inesperadamente, as notas de pão.

Por último, quero destacar com palmas, muitas palmas, o caracol de chocolate, onde encontramos mais um belo folhado enrolado em chocolate, com um tostado escuro divino. Esta é, aliás, uma das importantes coisas que a pastelaria e padaria de inspiração nórdica nos têm ensinado: a descoberta destes sabores escuros, quase queimados. É extraordinária a forma como os ingredientes mudam com um forno mais vigoroso e isto, sim, é receita universal.

*As críticas da Time Out dizem respeito a uma ou mais visitas feitas pelos críticos da revista, de forma anónima, à data de publicação em papel. Não nos responsabilizamos nem actualizamos informações relativas a alterações de chef, carta ou espaço. Foi assim que aconteceu.

Escrito por
Violeta de Vasconcellos

Detalhes

Endereço
Rua José D’Esaguy, 10D
(Alvalade)
Lisboa
1700-272
Preço
1,80-3€
Horário
Seg-Qui 08.00-19.00, Sex-Sáb 09.00-22.00, Dom 09.00-13.00
Publicidade
Também poderá gostar