La Boulangerie

Restaurantes, Francês Estrela/Lapa/Santos
4 /5 estrelas
(6comentários)
La Boulangerie
1/4
La Boulangerie
2/4
La Boulangerie
3/4
La Boulangerie
4/4

A cozinha está à vista e a primeira sensação é olfactiva e chega directamente do forno. Na Boulangerie, os olhos também comem e não só o que vem para a mesa. Nas paredes há mensagens escritas em ardósia, quadros e fotografias, pratos e azulejos combinados de forma inusitada e muitos objectos vintage, a espicaçar memórias. É sentar e escolher entre um croissant de massa folhada, estaladiça, pão variado, uma empada vegetariana de cogumelos – ou querer experimentar tudo e apostar no brunch. O menu custa 20€ e inclui um croissant, um pain au chocolat, um pão rústico e um de cereais, compota, manteiga e Nutella, uma tábua de queijos, enchidos, salmão fumado e salada, além dos ovos mexidos ou estrelados, com um sumo e bebida quente incluídas. Há ainda ogurte com mel e granola, salada de fruta e, por mais 4€, pode juntar outro sumo e outra bebida quente, o que o torna o menu perfeito para dois.

Publicado:

Nome do local La Boulangerie
Contato
Endereço Rua do Olival, 42 (Santos)
Lisboa

Horário Seg-Dom 08.00-20.00
Preço €15
É o proprietário deste estabelecimento?
Static map showing venue location

Average User Rating

4.4 / 5

Rating Breakdown

  • 5 star:2
  • 4 star:3
  • 3 star:0
  • 2 star:0
  • 1 star:0
LiveReviews|6
1 person listening
tastemakerTastemaker

Aqueles croissants maravilhosooooossss :) adoro! Os de chocolate são uma perdição! Também já fui almoçar e a pequena esplanada no largo é óptima para um dia de sol e para sair do ambiente fechado do escritório. Super tranquilo e com imensas opções saudáveis.

tastemaker

Já tinha saudades daquele croissant quente a sair do forno directamente para a mesa. Então, resolvi o assunto e lá fui eu, com mais duas pessoas que desconheciam e que ficaram fãs. 

Continuam como sempre: a rapidez com que chega à mesa, o alerta do"olhe, o croissant acabou de sair do forno, vai chegar muito quente". Sorri, já sabia o que vinha aí e aquele bule de chá tão característico da Boulangerie. Saímos quentinhos, barriga cheia e a Boulangerie ganhou mais dois fãs. 


Apesar de ainda me fazer um pouco confusão a cozinha estar ali à vista e o frigorífico perto de onde comemos, continuo a ir. 

tastemaker

Fomos num brunch.... a empregada não foi simpática nem muito prestável mas rapidamente ultrapassamos isso ao falar directamente com o proprietário. E mais rapidamente esquecemos tudo quando vieram as tábuas, os croissants, os ovos, os sumos, os pain au chocolat, os cappuccinos.... que maravailha! Adoramos tudo, as horas de risada, a comida servida, o sol que emprestava.... Havemos de lá regressar para os melhores croissants de Lisboa voltarmos degustar.

tastemaker

Antes de tudo, explico as 5 estrelas de rating.... A maquina de café poderia não funcionar, podia ter de esperar meia hora para ser atendida à chuva, sem casaco, para comer um croissant do La Boulangerie... (Não foi de todo o caso mas é para perceberem!), por isso, pelo espaço em si e pelos croissants, as 5 estrelas são merecidas! 

A minha avó é Francesa por isso visitava-a com regularidade a Paris enquanto criança. Ainda hoje o cheiro dos croissants, pain au chocolat e das baguetes quentes remete-me aos passeios pelas ruas e as inúmeras paragens que obrigava a minha avó fazer para poder espreitar pelas vitrines das patisseries que encantavam pelas cores, pela diversidade, pelas pequenas obras de arte que decoravam as lojas em formato de bolos e mais bolos. Por isso quando descobri La Boulangerie e experimentei os croissants, pain au chocolat e o pão variado que têm, foi quase como regressar ao passado. Até à data nunca tinha encontrado um espaço com uma oferta tão verdadeira, tão autêntica, tão francesa! O espaço em si é super cosy, decorado de estilo vintage (que adoro), simples, encantador e reconfortante. É os sitio perfeito para manhãs solarengos ou tardes chuvosos (tanto a esplanada como a parte de dentro são boas apostas). Não é muito grande por isso às vezes é preciso esperar..Mas vale a pena. Já experimentei o Brunch, o que para mim não é a opção mais indicada (enchidos - que não como, salmão fumado, queijos, ovos, cesto de pão variado, croissant, etc), não porque não é bom, mas simplesmente porque adoro os croissants e prefiro pedir 2 ou 3 (não julguem até experimentarem!!!), um sumo de laranja natural (são óptimos!), e uns ovos mexidos. O prato de queijos também é uma tentação e acaba por ser uma refeição. Os donos são simpáticos, jovens, animados e cool. O ambiente é sempre bom, diversificado entre famílias e amigos que sabem que escondido aí entre Santos e a Lapa, estão os melhores croissants de Lisboa. Em termos de preços, há coisas que não são mais caras em comparação com outros espaços parecidos (como os croissants com queijo, pão, um bolo, um café, etc), mas há outras, como o brunch, que na minha opinião tem um preço um pouco elevado.

tastemaker

Visitei a La Boulangerie para um brunch ao fim de semana e em dia de bom tempo (a esplanada foi uma opção muito tentadora). O início desta experiência não foi muito promissor: ficámos algum tempo à espera sem que ninguém falasse connosco, quando o fizeram foi de forma algo bruta e a despachar. Passado algum tempo lá conseguimos sentar (a partir deste momento o atendimento melhorou substancialmente, creio que também para nos compensar pelo tempo de espera e confusão aquando da chegada). Escolhemos o menu standard de brunch, com pão variado, croissant e pain au chocolat (tudo caseiro, tudo delicioso). A acompanhar um prato de enchidos, salmão, queijos vários e salada. Os ovos mexidos estavam muito bons e bem temperados. A quantidade é mais que suficiente por isso levar apetite é essencial. O preço é talvez um pouco elevado, mas sem dúvida que tudo o que nos serviram estava muito bom!


Opinião publicada na página do restaurante na Zomato.


Os melhores croissants da cidade saem do forno da Boulangerie todas as manhã e podem chegar à mesa salgados ou doces, com recheios mais clássicos, como queijo, fiambre ou Nutella, ou tão improváveis como chèvre e figos, salmão e cebolinho ou Nutella e gelado de stracciatella. Até simples são uma perdição. Aos fins-de-semana fazem parte do menu de brunch, que não é daqueles buffets de hotel gigantescos (que juntam numa única sala o pequeno-almoço e o almoço e dão cabo do ordenado de uma vezada só), mas sim servido à mesa. Destaque ainda para o incrível pão de alfarroba.