Pastelaria Restelo - “O Careca”

Restaurantes, Cafés Belém
  • 5 /5 estrelas
(3comentários)
0 Gostar
Guardar

Um clássico da cidade e desta revista. Os croissants de massa folhada vêm quentes e polvilhados de açúcar cristalizado. A receita é mantida em segredo há mais de 30 anos e a fama traz até ali visitantes, além de gente do bairro, que usa o espaço para reuniões e ponto de encontro. No Careca também se vê muita gente sair de saco na mão: também ali se faz pão, há salgados e folhados e não faltam opções doces, incluindo miniaturas e biscoitos, que podem comprar-se ao quilo. Os duchesses quase conseguem rivalizar com os croissants.

Publicado:

Nome do local Pastelaria Restelo - “O Careca”
Contato
Endereço Rua Duarte Pacheco Pereira, 11 D
Lisboa
1400-139
Horário Qua-Seg 08.00-20.00
Transporte BUS 723, 751

Average User Rating

4.5 / 5

Rating Breakdown

  • 5 star:1
  • 4 star:1
  • 3 star:0
  • 2 star:0
  • 1 star:0
LiveReviews|3
1 person listening
Inês RC
tastemaker

O Careca é um dos eternos clássicos de Lisboa que nunca passa de moda. Sou frequentadora desta pastelaria há muitos anos e posso garantir que continua óptima desde a primeira vez. Os croissants com açúcar (e se tivermos a sorte de os apanhar saídos do forno...) são absolutamente extraordinários. Os palmiers simples são uma pequena tentação e é impossível comer apenas um. Os doces são todos bem confeccionados e as constantes filas são prova da sua qualidade. O espaço não é muito grande e a dificuldade no estacionamento são um pequeno preço a pagar para fazer um lanche no Careca, ou mesmo levar para casa. Vale todos os cêntimos!


Opinião publicada na página do restaurante na Zomato.

Sara R
tastemaker

Ah.... A felicidade em forma de croissant!

Não acho o serviço dos melhores, nem dos mais simpáticos, daí a minha pontuação, mas quem precisa disso, quando têm os melhores croissants da cidade!? 

Há quem os ache muito enjoativos, pessoas estranhas,sem dúvida. Eu acho-os perfeitos, no entanto, e para choque de quem me acompanha, gosto sempre de pedir com um pouco de queijo ou de manteiga, para cortar o doce excessivo. 

Para provar a minha devoção a estes croissants, confesso: já fui as 8 da manhã, num dia de escola, da Alameda até ao Restelo, para satisfazer o meu desejo destas deliciosas bombas de açúcar.

Mais não digo...


Sara P

Estes croissants são a melhor coisa de sempre! Então quentinhos são de comer e chorar por mais!