Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Pesqueiro 25

Pesqueiro 25 (FECHADO)

Restaurantes, Frutos do mar Cais do Sodré
Escolha dos críticos
4 /5 estrelas

A Time Out diz

4 /5 estrelas

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os espaços continuam abertos.

Não sou frequentadora assídua do site TripAdvisor em Lisboa. Muito menos comento ou vou lá procurar recomendações. Já o fiz noutras localidades, já correu bem, já correu mal. Mas para ser franca, não conheço a rapidez com que os restaurantes sobem ou descem de posição. Aqui há dias li uma notícia do Dinheiro Vivo que dava conta de o Pesqueiro 25, nova marisqueira de São Martinho do Porto, ter chegado ao primeiro lugar do ranking de 3700 restaurantes do TripAdvisor. E este tipo de distinções (como as dos melhores restaurantes do mundo, dos prémios disto e daquilo), já se sabe, dão sempre um falatório que acredito que traga muita gente ao restaurante.

Já andava com vontade de lá ir, e era a desculpa perfeita para perceber se entrava, tal como na tal plataforma, na categoria de “Excelente”. Ora antes de o fazer, voltei a ler a notícia, divulgada a 26 de Julho, e fui consultar o site, para ver que elogios eram esses – um crítico também faz os seus TPCs. 
E só posso dizer que nos primeiros dias de Agosto, uma semana depois da notícia, o Pesqueiro 25 já estava na 33ª posição do tal ranking de 3700 restaurantes avaliados em Lisboa. Ou seja, a distinção já não lhe assiste – cabe agora a um tal de Estaminé Art Food Drink.

Isto leva-me à conclusão 1: esta crítica era para ser feita ao melhor restaurante do Tripadvisor, mas para isso teria de ir à Graça e não ao Cais do Sodré.

O Pesqueiro 25, aberto desde Abril, é a segunda casa de uma marisqueira homónima que nasceu em São Martinho do Porto em Junho de 2016, em frente à Baía. Aqui a vista é a rua cor-de-rosa e, no meu TPC, descobri também que o dono se prepara para encerrar o restaurante-mãe. Informação que confirmei quando lá cheguei.

Conclusão 2: os acontecimentos passam a abrir quando se trata
da história de vida (e morte?) do Pesqueiro 25.

Primeira pergunta assim que me sento para almoçar:
– Tem percebes?
– Não sei. O nosso fornecedor de marisco ainda não veio fazer as entregas. Mas sou capaz de ter.
– Mas se não forem frescos, não quero.
– São, são. O nosso marisco é todo fresco

Dois minutos depois:

– Tenho percebes.


Faço o pedido – que inclui percebes, claro –, sugerem-me uma tábua de marisco supernova (64,25€ para duas pessoas), digo que prefiro comer à dose, anotam tudo e, dois minutos depois, voltam à mesa.

– Olhe, afinal não temos percebes. Vou trazer-lhe uma tábua supernova com várias coisas e fica à minha responsabilidade.

Conclusão 3: é melhor não acreditar em tudo o que se diz à primeira no Pesqueiro 25.

A emenda, porém, acabou por ser melhor que o soneto. Em vez da tábua de marisco supernova com camarão de Moçambique, gambas al ajillo, sapateira e búzios que estavam a comer os vizinhos do lado – pode-me ter escapado qualquer coisa –, a minha tábua era um festim de marisco muito completo. Amêijoas à Bulhão Pato, das mais pequenas, excelentes, muito saborosas, num óptimo molho bem equilibrado de alho; camarão tigre grelhado no ponto, sem chegar a secar, bem carnudo
e fresco; búzios agradáveis; idem os lagostins, bem fresquinhos; camarão de Moçambique também do bom, grande, fresco, para molhar numa boa maionese caseira; caranguejo real do Alasca saboroso; recheio de sapateira muito, muito bom, com carne
 e ovas do bicho, patas também frescas.

Conclusão 4: O marisco do Pesqueiro 25 é bom. Até me parece que saí privilegiada, porque não paguei nem mais um cêntimo por tal festival. Um ponto a favor do restaurante.

Quanto ao serviço, e apesar da simpatia de todos os empregados e do próprio dono que passou na mesa, foi algo irregular (“trago
 já, já a tábua de sobremesas para escolher” e só veio 15 minutos depois).

Conclusão 5: o serviço precisa de acertos – ou mais coordenação entre a equipa.

Quanto ao preço, o Pesqueiro 25 não nasceu para ser das marisqueiras baratas de Lisboa. Oitenta e seis euros por duas pessoas, com mariscada valente, uma sobremesa pequeníssima (3,25€), dois copos de vinho e dois cestos de pão torrado.

Conclusão 6: o Pesqueiro 25 
é um sítio que chega às quatro estrelas pela qualidade da comida, pela oferta e pela simpatia de quem atende.

*As críticas da Time Out dizem respeito a uma ou mais visitas feitas pelos críticos da revista, de forma anónima, à data de publicação em papel. Não nos responsabilizamos nem actualizamos informações relativas a alterações de chef, carta ou espaço. Foi assim que aconteceu.

Por Marta Brown

Publicado:

Detalhes

Endereço Rua Nova do Carvalho, 15
Lisboa
1200-161
Preço 40€ a 50€
Contato
Horário Ter-Dom 12.00-01.00
É o proprietário deste estabelecimento?
Também poderá gostar
    Últimas notícias