Global icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Tentações de Goa

Tentações de Goa

Restaurantes, Indiano Castelo de São Jorge
4 /5 estrelas
3 /5 estrelas
(1comentário)
Restaurante Tentações de Goa
1/3
Fotografia: Ana LuziaChouriço à Goesa do Tentações de Goa
Tentações de Goa
2/3
Fotografia: Arlindo CamachoTentações de Goa
Tentações de Goa - Caril de Frango à Goesa
3/3
Fotografia: Arlindo Camacho

Difícil de acertar com a porta, pequeno e com poucos lugares, é um risco ir sem mesa marcada, mas um risco que pode compensar. No Tentações de Goa é tudo bem picante, como manda esta cozinha liderada por Maria dos Anjos, e é um daqueles sítios que entra na competição das melhores chamuças de Lisboa, coisa para testar para aquecer antes dos pratos principais virem para a mesa. Servem-se aqui pratos honestos goeses como é o caso do caril de caranguejo, o sarapatel ou o chouriço à goesa, para os mais fortes.

Perfeito para: Cuspir labaredas sem ser artista de circo.

Obrigatório provar: O chouriço picante com batata e ovo cozido.

Por Editores da Time Out Lisboa

Publicado:

Nome do local Tentações de Goa
Contato
Endereço Rua de São Pedro Mártir, 23
Lisboa
1100-555
Horário Seg 19.00-00.00, Ter-Sáb 12.00-16.00/ 19.00-00.00
Transporte Metro Martim Moniz
Preço Até 20€
É o proprietário deste estabelecimento?
Static map showing venue location

Average User Rating

3 / 5

Rating Breakdown

  • 5 star:0
  • 4 star:0
  • 3 star:1
  • 2 star:0
  • 1 star:0
LiveReviews|1
1 person listening
tastemaker

O que não falta na zona dos Anjos, Intendente e Mouraria são restaurantes deste estilo... por isso poder-se-ia dizer que existia excesso de oferta. Mas por recomendações de amigos lá decidimos percorrer as ruas estreitas e sem luz para encontrar as Tentações de Goa. Sem reserva a uma Sexta-feira à noite, foi um pouco arriscado, mas como já era tarde conseguimos sentar logo. O processo de decisão foi rápido apesar de variadas e apetitosas opções. As chamuças de carne foram, sem dúvida, o melhor prato que provámos, bem picantes como manda a lei. A partir daí, ficámos um pouco decepcionados com a quantidade e qualidade dos pratos, nomeadamente o caril de camarão (sabia demasiado a côco) e o sarapatel (muito banal). Não há dúvida que o estilo de cozinha goês merece mais. Mais sabor, mais alma, mais tradição nos seus pratos. Foi uma boa experiência mas que não nos encheu as medidas.