Yakuza

Restaurantes, Japonês Princípe Real
4 /5 estrelas
4 /5 estrelas
(6comentários)
Yakuza
©DR

Já lá vão uns anos desde que Olivier decidiu meter-se nos caminhos do sushi. Primeiro com o Yakuza do Tivoli Forum, depois num espaço partilhado com o Olivier Avenida e agora num bonito restaurante no Príncipe Real. O Yakuza First Floor tem várias salas à escolha, um enorme balcão para quem gosta de ver os sushimen em acção e uma ementa cheia de fusões e especialidades com assinatura do chef. Destaque para os gunkans, aqui bem criativos, para o sashimi de toro, para os pratos na robata e até para uns menos japoneses - mas muito bem feitos - tacos de peixe. Ao almoço tem um menu a 15€. 

Publicado:

Nome do local Yakuza
Contato
Endereço Rua da Escola Politécnica, 231
Lisboa
1250-101
Horário Ter-Sex 12.30-15.00/ 20.00-23.00 (Sex até à 00.00); Sáb 20.00-00.00; Dom 20.00-23.00
É o proprietário deste estabelecimento?
Static map showing venue location

Average User Rating

4.2 / 5

Rating Breakdown

  • 5 star:1
  • 4 star:4
  • 3 star:0
  • 2 star:0
  • 1 star:0
LiveReviews|6
1 person listening
tastemaker

Seja Bem-vindo, dirá o Guerreiro japonês à entrada do restaurante, dando o mote para o início de uma experiência repleta de detalhes em cada ponto, em cada prato, em cada sala... para proporcionar ao seu visitante momentos de qualidade. 

Bastava dizer apenas isto. 

Detalhando:

O espaço físico: 
composto por três ambientes distintos, uma sala elegante, estilo contemporâneo-chique, 
o segundo o Magnus sushibar com um balcão em torno dos Shusiman ou de uma mesa em volta com vista para o jardim e o terceiro espaço, o jardim oriental. 
Carta detalhada para se ter a possibilidade de apreciar de tudo um pouco, deste o sushi ao sashimi, aos makizushi e gunkans às tempuras, das massas às saladas que são óptimas para limpar o paladar e até confecções na  grelha japonesa (robata). 1001 combinações possíveis que proporcionam uma nova descoberta a cada visita.

Possuindo um bar onde preparam cocktails, optamos pela sangria Olivier, espumante com frutos vermelhos, muito agradável de beber e beber, mas é valente. 

Como a curiosidade era tamanha e com receio de não fazer a melhor opção pedimos as sugestões do empregado de mesa que sabia ao detalhe a composição de cada prato, sendo um dos pontos onde vai o requinte no Yakuza. Não me vou alongar na descrição dos pratos, dos que provamos (e foram alguns), estavam todos excelentes e até na apresentação, obras de arte autênticas. 
Taco de peixe e guacamole, dizia ele, 99 pessoas em 100 gostam, confere.
Toro, barriga de atum, carne muito macia e cremosa. 
Sobremesa, deixo só a nota escolhemos o petit gateau de matcha com gelado e sésamo, atenção que é para apreciadores de matcha. E a infalível mousse de chocolate kit kat. 

Yakuza, sinónimo de restauração de luxo.
A fusão, a simbiose perfeita entre o Ocidente e o Ocidente. 

(P.S. de terça a sexta têm menu almoço por 18€
E takeaway);
tastemaker

Há muito que o Yakuza estava na lista de curiosidades, mas os elevados preços foram sempre o grande entrave a uma eventual visita. Até que num certo dia, fomos invadidos por um espírito yolo e lá decidimos avançar até à antiga Rota das Sedas. Sexta-feira à noite, a casa estava cheia e calharam-nos lugares ao balcão - na primeira fila para um espectáculo de precisão, técnica e subtileza dos vários sushi men. Ao percorrer a extensa carta, a escolha não foi fácil: por um lado, queríamos aproveitar a experiência; por outro, bem, não queríamos ficar sem poder sobreviver o resto do mês. Escolhemos umas lulinhas crocantes, levemente picantes como entrada que estavam deliciosas. Era simplesmente impossível de parar de comer. Como prato principal escolhemos um combinado de sushi e sashimi, onde o tradicional e a criatividade conviviam lado a lado. Peixe fresco, qualidade inegável e corte irrepreensível. Para terminar, ao petit gateau de chá verde com gelado de sésamo faltava o centro em modo "lava" a que estamos habituados. Durante toda a visita, o atendimento foi oscilando: tanto nos calhava tamanha simpatia, como éramos confrontados com indiferença e falta de empatia. No final podem adivinhar, uma conta bem choruda para pagar. Não há dúvidas, tudo o que comemos estava muito bom, mas para esta magnitude de preço, esperamos algo extra. 

tastemakerTastemaker

Preços à parte (é bem caro), o Yakusa oferece um sushi de ótima qualidade e ambiente diferenciado. Ainda não tive a oportunidade de ir no verão para jantar no jardim japonês, mas as mesas ao lado do balcão  são igualmente boas. Confesso que acharia sem graça jantar nas salas internas, tendo em conta o espaço fantástico de fora (vide foto do artigo). A variedade de sushi e pratos agrada gregos e troianos, ou seja, os apreciadores do sushi tradicional e os amantes, como eu, do sushi de fusão. Palmas também para as sobremesas. 

tastemaker

Não esperava entrar no Yakuza sem reserva mas, mesmo assim, arranjaram mesa para o grupo de 5.


Vamos já tirar uma coisa do caminho: é caro. Mas se queremos um ambiente luxuoso, sashimi fresquíssimo a marinar em trufas e sangria de sake, há que pagar por isso.


Não esperem um ambiente tipicamente Japonês. Aqui temos salas com pouca luz, tecidos e papeis de parede design, casas de banho com holofotes que mudam de cor (acreditem, a festa é lá!) e um cardápio de fusão.


Só pelo simples facto de ter encontrado o Edamame mais fresco de Lisboa, já ficaria aprovado mas tudo o que está na carta ajudou.

Tastemaker

É impossível entrar no Yakuza e não lembrar os velhos tempos em que ainda era Rota das Sedas. O novo espaço está efectivamente interessante, mas o grande balcão que existe agora no salão acabou por tornar o espaço mais pequeno. Quanto à comida: o sushi e o sashimi são bons, mas não extraordinários. Talvez a minha expectativa, depois de tantas vezes ouvir dizer que era o melhor japonês da cidade, estivesse demasiado elevada.


Decisivamente no topo das melhores ofertas do género em Lisboa. Carta muito boa e variada, soluções sushi e sashimi sem fim. No caso do sashimi as fatias de peixe cru, cozido, marinado ou braseado são uma delicia. Os gunkans são incríveis e únicos. O serviço é muito bom, excelente carta de vinhos e sobremesas. Destaco também a musica ambiente, aos fins de semana com DJ e a sala para fumadores. Recomendo insistentemente este restaurante.