Catarina e a beleza de matar fascistas

Teatro
Palco, Teatro, Catarina e a Beleza de Matar Fascistas
©Jaime Machado|CCVF, A Oficina, Guimarães Catarina e a Beleza de Matar Fascistas

A Time Out diz

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme se os eventos continuam agendados.

Para muito boa gente, foi o espectáculo de 2020, ano em que estreou. Mas a digressão (e a luta) continua. Em Catarina e a Beleza de Matar Fascistas, o encenador Tiago Rodrigues imagina Portugal em 2028, assombrado por um governo populista de extrema-direita. Através do retrato de uma família com uma tradição muito antiga e muito particular – raptar e assassinar um fascista por ano –, esta peça lança uma série de questões sobre quais os meios válidos para proteger a democracia. E sobre o que temos de fazer para batermos de frente com este 2028, tão longe mas aqui tão perto.

Por Editores da Time Out Lisboa

Publicado:

Detalhes

Também poderá gostar