Chego Sempre Atrasada aos Funerais Importantes

Teatro, Teatros
Chego Sempre Atrasada aos Funerais Importantes

Chego Sempre Atrasada aos Funerais Importantes no Teatro Maria Matos

Com este título um bocadinho bizarro, Catarina Vieira propõe-se explorar “as tensões entre a narrativa do herói solitário – que deve estar sempre preparado para tudo e que se aventurar no desconhecido – e os territórios onde as ideias de preparação e de heroicidade são talvez absurdas e problemáticas: o amor e a morte.” Espectáculo de teatro infectado pelas artes plásticas, a peça tem apoio dramatúrgico de Cédric Coomans e Jonas Schnor, espaço cénico concebido por Tiago Pinhal Costa, e desenho de som da responsabilidade de Molly Macleod. 

LiveReviews|0
1 person listening