Cul Kombat

Teatro
0 Gostar
Guardar
Cul Kombat
Cul Kombat

Esta peça da Compañía Patrícia Pardo, de Valência, Espanha, “é um apelo à eliminação dos géneros”, sem mais. Pois, para a Patrícia Pardo (textos, dramaturgia, encenação e interpretação, com Eva Zapico), “ao mesmo tempo que se reivindica uma categoria imposta – a de se ser mulher – luta-se também contra a ‘sexificação’, porque se sabe da invisibilidade, da violência e do controlo exercido” sobre as mulheres. Apesar da seriedade do tema estamos perante um espectáculo dominado pelo humor que “questiona a falta de direitos sobre o corpo.”