A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

História do Cerco de Lisboa

  • Teatro
Publicidade

A Time Out diz

É um exagero chamar-lhe super-produção. Porém, baptizá-la grande colaboração, e até acrescentar rara, já diz do significado do esforço conjunto levado a cabo para montar a dramaturgia de José Gabriel Antuñano de História do Cerco de Lisboa, o romance de José Saramago, pela primeira vez em cena, com encenação de Ignacio García. Para tanto foi preciso juntarem-se quatro companhias: Acta – Companhia de Teatro do Algarve, Companhia de Teatro de Almada, Companhia de Teatro de Braga e o Teatro dos Aloés, criando um exemplo que não só garante quatro dezenas de apresentações por todo o país, como, espera-se, se torne modelo e se multiplique. Em palco, com cenografia de José Manuel Castanheira, estarão, entre outros, Ana Bustorff, Elsa Valentim, João Farraia e Jorge Silva, para interpretar, segundo o encenador, um romance que consiste “sobretudo na história de um ‘não’, e numa reflexão sobre os mecanismos da criação literária.”

Escrito por
Rui Monteiro

Detalhes

Endereço
Publicidade
Também poderá gostar