Luminoso Afogado

Teatro
0 Gostar
Guardar
Luminoso Afogado
©Paulina Valente Pimentel

Pela Griot, associação cultural fundada por actores afrodescendentes que trabalham o tema da memória, do esquecimento e as dinâmicas identitárias entre europeus e africanos, chega Luminoso Afogado. Zia Soares encena e interpreta este monólogo a partir do escritor Al Berto, que se estreia hoje na sala estúdio do Teatro da Trindade. Em palco, revela-se o confronto com o espelho, com a morte e com a passagem do tempo, e há uma mulher que não se reconhece neste embate. Ou como escreveu o poeta: “Mas o passado não é senão um sonho. Uma brincadeira com clepsidras avariadas e algum sangue. Não vale a pena estar triste. Todas as histórias, todas as mortes, acabam por se apagar”.

Por Maria Ramos Silva

Publicado:

LiveReviews|0
1 person listening